Avaliação de Híbridos de Arroz Irrigado em Roraima: Características e Produtividade

Fazem parte da Cadeia Produtiva, 15 agroindústrias que comercializam 11 marcas de arroz produzidas em Roraima.
Neste sentido, o desenvolvimento de hibridos é estratégico, considerando que esses podem obter rendimentos em torno de 20% acima do potencial das cultivares comerciais hoje cultivadas. Assim, o objetivo deste trabalho foi o de avaliar o desempenho produtivo de híbridos de arroz irrigado em três densidades de semeadura em comparação com cultivares testemunhas em área de várzea de cerrado de Roraima.

Foram avaliados dois híbridos de arroz provenientes do convênio Embrapa e CIRAD/França: H1 (CIRAD 464(M)x SBT 67(F)) e H2 (CIRAD 464(M) x SBT 106 (F)) combinados em três densidades: 15, 30 e 50 kg/ha de sementes, que foram comparados às cultivares testemunhas BRS Jaçanã(C1) e Roraima(C2) e IRGA 417 (C3) cujas densidades de semeadura foram fixas, ou seja, em torno de 100 kg/ha. Foi utilizado delineamento experimental de blocos ao acaso com nove tratamentos (H1D1;H1D2;H1D3;H2D1;H2D2;H2D3; C1;C2 e C3) e quatro repetições totalizando 36 tratamentos. As parcelas tiveram as dimensões de 3,00 x 5,00 m (15 m2), com espaçamento de 30 cm entre linhas. A área útil constou das oito linhas centrais, eliminando-se 0,50 m das extremidades (1,20m x 4,00 m). A adubação foi de 450 kg/ha da fórmula 04-28-20+Zn, no plantio, e 300 kg/ha de uréia em cobertura, divididos em duas partes iguais e aplicados aos 15 e 45 dias após a emergência. As características avaliadas foram altura, floração média, ciclo, comprimento da panícula, número de perfilhos e panículas por m2 e produtividade de grãos em kg/ha.

Os dados coletados nas características avaliadas dos Híbridos nas três densidades em comparação com as cultivares testemunhas são apresentados na Tabela 1.

Comparando-se os dados obtidos, verifica-se que não houve diferenças entre os tratamentos apenas para altura e número de panículas por m2 . Os melhores resultados foram obtidos pelo híbrido H2, que foi precoce, apresentou maior comprimento de panículas e as maiores produtividades (7338 e 7879 kg/ha) nas densidades de 15 e 30 kg/ha de sementes, respectivamente.

Assim, novos testes devem ser intensificados com o H2 como alternativa para o aumento da produtividade do arroz irrigado em Roraima.

Antonio Carlos Centeno Cordeiro
Eng. Agrônomo, Dr. Pesquisador da Embrapa Roraima

Confira esse artigo, com tabela, no link abaixo:

/arquivos/hibridosRoraima.pdf ver mais artigos