NOTÍCIAS

Abiove assina termo de compromisso para logística reversa de óleo de cozinha

  • 21/12/2015 |
  • ABIOVE

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), por meio de seu presidente, Carlo Lovatelli, assina nesta segunda-feira (21/12) o Termo de Compromisso para Logística Reversa de Óleo de Cozinha com prazo de validade de quatro anos, a partir de 1º de janeiro de 2016. O documento também será firmado pelo presidente do Sindicato das Indústrias de Óleos Vegetais e seus Derivados no Estado de São Paulo (Sindóleo), Laodse Denis de Abreu Duarte. Pelo governo estadual firmarão o compromisso a secretária de Meio Ambiente, Patrícia Faga Iglecias Lemos, o diretor- presidente da Companhia Ambiental do Estado de S. Paulo (Cetesb), Otávio Okano, e o vice-presidente da empresa, Nelson Roberto Bugalho.

Os objetos do acordo são a coleta, o armazenamento e a destinação final ambientalmente correta do óleo vegetal residual (óleo de cozinha usado). Esse sistema envolve responsabilidade compartilhada entre fabricantes, importadores, comerciantes atacadistas e comerciantes varejistas.

Pelo compromisso assumido, as empresas associadas à Abiove e ao Sindóleo se responsabilizam por: 1) providenciar a coleta de óleo comestível residual em Pontos de Entrega (PE); 2) articular parcerias com os estabelecimentos comerciais para instalação e manutenção de novos PE no estado de São Paulo; 3) manter atualizada na internet a relação de todas as empresas aderentes ao Termo de Compromisso, bem como os locais onde se encontram instalados os PE; 4) realizar ações voltadas ao consumidor e ao público específico do setor, desenvolver ações de educação ambiental em escolas, distribuir material técnico, premiar alunos, realizar parcerias com associações de bairros.

O termo de compromisso estabelece as seguintes metas: até o final de 2016, 1.150 Pontos de Entrega em operação; até o final de 2017, 1.250; até o final de 2018, 1.350; até o final de 2019, 1.450 PE.

Desde 2012, a Abiove tem participado de compromissos setoriais com ações de logística reversa de óleo e embalagens. Criou uma plataforma digital informativa - www.oleosustentavel.com.br com um mapeamento digital de pontos de entrega voluntária. A plataforma também ensina o consumidor doméstico de óleo a fazer o descarte responsável do produto.

Esse é o grande desafio do sistema de logística reversa de óleo residual: atingir majoritariamente os domicílios, para que deem destinação final adequada ao óleo usado de cozinha. Os bares e restaurantes já têm feito isso, até porque o óleo comestível residual tem valor no mercado, pois, reciclado, transforma-se em biodiesel, tintas e vernizes.

ver mais notícias