NOTÍCIAS

Adubação Verde nas culturas de frutas e hortaliças: saiba como aplicar a técnica

Foto: Divulgação

Confira a entrevista com o engenheiro agrônomo da Sementes Piraí, José A. Donizeti Carlos

O que é a adubação verde?

Donizeti: A adubação verde é uma prática agrícola milenar que aumenta a capacidade produtiva do solo. É uma técnica que recupera os solos degradados pelo cultivo, melhora os solos naturalmente pobres e conserva aqueles que já são produtivos.

Consiste no cultivo de plantas, em rotação/sucessão/consorciação com as culturas, que melhoram significativamente os atributos químicos, físicos e biológicos do solo.

Essas plantas denominadas “adubos verdes” tem características recicladoras, recuperadoras, protetoras, melhoradoras e condicionadoras de solo. Englobam diversas espécies vegetais, porém a preferência pelas leguminosas está consagrada também por sua capacidade de fixar nitrogênio direto da atmosfera, por simbiose.

Como a técnica pode ser empregada pelos produtores de frutas e hortaliças?

Donizeti: No caso da fruticultura, a adubação verde é feita de forma intercalar, nos espaços entre as linhas das plantas. Nesse caso utiliza-se espécies de porte baixo e não trepadoras, como a crotalária-breviflora, o feijão-de-porco e a mucuna-anã no plantio de primavera-verão e no plantio de outono-inverno as espécies aveia, nabo-forrageiro e tremoço-branco.

Nas hortaliças, a modalidade de plantio é em rotação/sucessão, ou seja, ao colher a cultura comercial, já há a semeadura dos adubos verdes. No período de primavera-verão recomenda-se o plantio de crotalária-spectabilis e milheto, e no outono-inverno, a aveia-preta.

Quais são os benefícios?

Donizeti: O plantio intercalar ou em rotação/sucessão quebra o ciclo de pragas, doenças e nematoides, reduzindo o custo de controle. Além do ganho de produtividade e fixação de nitrogênio por simbiose, ou seja, gratuitamente.

Como e por que a adubação verde aumenta a fertilidade do solo?

Donizeti: Os adubos verdes são plantas que produzem biomassa na parte aérea e no solo (raízes), reciclando nutrientes e fixando nitrogênio. Ao ser manejada/eliminada entra em decomposição, devolvendo ao solo os macro e micronutrientes que reciclou e o nitrogênio que fixou. Além do carbono que será parte da matéria orgânica. Dessa forma, torna o solo mais rico nos atributos físicos, químicos e biológicos.

Aumenta também a produtividade?

Donizeti: Sim, porque o solo fica mais fértil tornando uma área menor mais produtiva. Assim, o agricultor produz mais numa área menor, além de 'alimentar' o solo e não desgastá-lo. Hoje, por exemplo, boa parte dos solos está em estágio de degradação pelo uso intensivo e incorreto da atividade agrícola. Com a utilização da técnica de adubação verde e cobertura vegetal, além de aumentar a produção, o agricultor está 'cuidando' do solo para que esse bem tão precioso se mantenha saudável.

A matéria orgânica pode aumentar a capacidade de armazenamento de água no solo? Por quê?

Donizeti: O uso continuado da adubação verde aumenta a matéria orgânica no solo tornando-o mais poroso, melhorando e aumentando a infiltração da água da chuva e da irrigação, aumentando assim a sua capacidade de armazenamento.

A adubação verde pode diminuir a utilização de agroquímicos e com isso, diminuir os custos da produção? Como?

Donizeti: Sim. Quebrando o ciclo de pragas, doenças e nematoides e reduzindo o seu impacto na cultura comercial com consequente redução no uso de agroquímicos.

As hortaliças são culturas de ciclo rápido. Em função disso, há diferença na aplicação da adubação verde?

Donizeti: A diferença básica é que a rotação com os adubos verdes pode ser feita várias vezes ao ano.

Quais são os principais cuidados na hora de implantar a adubação verde na cultura de hortaliças? E na fruticultura?

Donizeti: O primeiro cuidado é a qualidade da semente. Sempre adquirir sementes com qualidade, produzidas por produtores credenciados junto ao MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Verificar quais as espécies que não tem relação com pragas e doenças comuns a cultura comercial e ao adubo verde. Realizar o plantio e manejo dentro das épocas ideais. Conhecer o hábito de crescimento das pragas. Ex. plantas altas ou trepadoras não servem para fruteiras.

Resumindo: não basta adquirir as sementes, há necessidade do conhecimento, comprar de quem esteja apto a mostrar a quantidade e espécie ideal para cada cultura.

Quais resultados os produtores estão observando desde que começaram a utilizar a técnica?

Donizeti: Os resultados mais evidentes é o ganho de produção e a redução de custos com insumos, mas temos outros benefícios também, como o aumento da capacidade de armazenamento de água no solo; controle de nematoides fitoparasitos com espécies não hospedeiras/antagônicas; descompactação, estruturação e arejamento do solo; diminuição da amplitude de variação térmica diuturna do solo; fornecimento nitrogênio fixado diretamente da atmosfera.

A adubação verde também intensifica a atividade biológica do solo; melhora o aproveitamento e eficiência dos adubos e corretivos; produz fitomassa para cobertura morta; protege as mudas-plantas contra o vento e radiação solar; protege o solo contra os agentes da erosão; cobre o solo com grande quantidade de massa verde em curto espaço de tempo; recicla os nutrientes lixiviados em profundidade; recupera os solos degradados; reduz a infestação de ervas daninhas, incidência de pragas e patógenos nas culturas; supre o solo com material orgânico; desintoxica o solo com a mitigação de metais pesados, resíduos de defensivos e excesso de nutrientes, fitorremediação; é matéria prima para compostagem; contribui para o sequestro de carbono e, por fim, reduz os teores de alumínio trocável e libera fósforo fixado.

Em síntese, é uma técnica agrícola sustentável que além de aumentar e melhorar a produção, protege e melhora os aspectos químicos e físicos do solo.

Este material foi originalmente publicado na Revista da Fruta: www.revistadafruta.com.br

Saiba mais:

Horticultura e Adubação Verde: http://www.pirai.com.br/texto-a56-hortalicas.html

Fruticultura e Adubação Verde: http://www.pirai.com.br/texto-a50-frutas.html

ver mais notícias