NOTÍCIAS

Agronegócio contribui com quase um terço das exportações mineiras em setembro

  • 06/10/2015 |
  • Márcia França
As exportações do agronegócio mineiro, no mês de setembro, registraram U$ 575,9 milhões. Esse valor representou 30,1% de todas as vendas externas do estado, que totalizaram US$ 1,9 bilhão. As importações do agronegócio atingiram US$ 26,6 milhões, uma retração de 6,14% em relação ao mês de agosto. Como resultado, o saldo da balança comercial do agronegócio no mês de setembro foi de U$ 549,3 milhões. As informações são da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) com base em dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Os cinco principais grupos da pauta exportadora do agronegócio foram constituídos pelo café (US$ 307,1 milhões), complexo sucroalcooleiro (US$ 76,5 milhões), carnes (US$ 56,9 milhões), produtos florestais (US$ 48,2 milhões) e complexo soja (US$ 36,4 milhões).

Esses produtos representam 91% de todas as vendas externas ocorridas em setembro. Segundo o Superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, o café continua sendo o principal produto exportado, alcançando 53,3% do agronegócio mineiro. Foram comercializados 1,9 milhão de sacas, o que representou o maior volume embarcado desde janeiro de 2005.

As vendas externas dos produtos que compõem o complexo sucroalcooleiro (etanol e açúcar) atingiram US$ 76,5 milhões, representando 13,3% das exportações do agronegócio. O setor apresentou incremento de 12,1% em comparação com o mês de agosto, ocupando o segundo lugar na pauta mineira do agronegócio.

As carnes (bovino, frango, peru e suína) apresentaram retração de 20,4% ante os US$ 71,5 milhões verificados em agosto. Esse decréscimo ocorreu em função da maior valorização do produto no mercado interno, principalmente para a carne bovina.

Os produtos florestais obtiveram receita de US$ 48,2 milhões, registrando acréscimo de 59,5% em relação a agosto. Já o complexo soja apresentou retração de 58,9%, principalmente em função da retração das vendas para o mercado chinês.

Os EUA lideram o ranking dos principais países compradores dos produtos do agronegócio mineiro (15,5%), seguido pela Alemanha (10,7%), Itália (9,2%). O café é o principal item de importação desses países. ver mais notícias