NOTÍCIAS

Anfavea elogia novas condições de financiamento

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MDIC, e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, BNDES, anunciaram em Brasília, DF, na quinta-feira, 14, novas condições no âmbito da linha BNDES Exim Pré-Embarque, destinada ao financiamento da produção interna de bens brasileiros para exportação.

A iniciativa foi divulgada em evento com a participação do ministro Armando Monteiro, do MDIC, e Luciano Coutinho, presidente do BNDES, e permitirá reduzir custos, além de agilizar e simplificar o acesso aos financiamentos de pré-embarque realizados pelo banco. Resumo das novas condições está disponível no link abaixo:

http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Institucional/Sala_de_Imprensa/Galeria_Arquivos/Exim_Prx-Embarque.pdf

O presidente da Anfavea, Luiz Moan Yabiku Junior, avalia de forma muito positiva a decisão:

"Recebemos com grande entusiasmo a notícia das novas condições de financiamento. Afinal, vivemos um período de excelentes oportunidades no comércio exterior e, neste contexto, medidas para reduzir custos, tornar mais ágil e simplificar os processos são extremamente benéficas para alavancar as exportações brasileiras".

Moderfrota

O BNDES também fez outro anúncio na quinta-feira, 14: ampliou em R$ 300 milhões o orçamento do Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeira, BNDES Moderfrota, para o ano agrícola 2015/2016, que passou agora a um total de R$ 4,04 bilhões para o período.

Segundo o banco, o reforço permitirá maior fôlego ao financiamento de investimentos do setor rural brasileiro. Para o presidente da Anfavea, Luiz Moan Yabiku Junior, o anúncio chega em momento ideal:

"No fim deste mês, precisamente na semana de 25 a 29 de abril, teremos a realização da Agrishow, uma das maiores feiras agrícolas do mundo, onde muitos negócios são fechados. Desta forma, exaltamos este reforço de recursos com taxas competitivas, que será fundamental para estimular o investidor, alavancar as vendas do segmento e, consequentemente, aumentar a produtividade no campo por meio da utilização de máquinas novas e modernas".

ver mais notícias