NOTÍCIAS

Aprosoja realiza primeiro Estradeiro de 2016 na BR-174 a partir de segunda

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e o Movimento Pró-Logística começam a partir desta segunda-feira (21) a percorrer a BR-174, na Região Noroeste de Mato Grosso. O Estradeiro será o primeiro de 2016 e a rodovia tem sido considerada uma das mais importantes para o setor agrícola do Estado.

No roteiro, estão previstos os seguintes municípios: Tangará da Serra, Brasnorte, Juína, Aripuanã, Colniza, Juruena e Comodoro.

De acordo com o diretor executivo do Movimento Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira, desde 2013 a BR-174 é percorrida e avaliada pela Aprosoja e o seu desenvolvimento tem vindo em proporção com o avanço do agronegócio na região.

“O Estradeiro da BR-174 é de suma importância e tem trazido resultados ao setor produtivo de forma mais rápida. O fato de nós termos feito o primeiro Estradeiro nessa região em 2013 propiciou uma evolução fenomenal na área de logística. Ali sempre foi uma região muito abandonada, cuja característica maior sempre foi pecuária e garimpo. E, em função da ausência de infraestrutura, a agricultura não se desenvolveu", explica.

De fato, segundo dados do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), a Região Noroeste está em plena expansão. Em 2007/2008, a área de soja correspondia a pouco mais de 261 mil hectares. No último levantamento, na safra 2015/2016, a área de soja ultrapassa 576 mil hectares.

Exatamente pelos avanços, Ferreira lembra que é necessário realizar os Estradeiros constantemente, tanto para cobrar do poder público início das obras ou manutenção das mesmas.

“Só para se ter uma ideia, o trecho entre Vilhena (RO) e Juína, que são de 233 quilômetros, em 2013 nós gastamos seis horas e meia para percorre-lo. Em 2014, gastamos três horas. O trecho entre Castanheira-Juruena-Colniza, principalmente Juruena-Colniza, não era possível transitar acima de 10 quilômetros por hora em 2013. No ano passado, nós conseguimos transitar a 80 quilômetros por hora. Então o fato de nós termos ido, avaliado, discutido com a superintendência do Dnit, cobrado em Brasília, fez com que eles contratassem empresa e colocassem no trecho".

Simpósios – Além da verificação in loco da situação da BR-174, os representantes da Aprosoja e do Movimento Pró-Logística realizarão simpósios nos munícipios de Tangará, Juína e Colniza. O tema é logística, com enfoque para a região em questão. Os simpósios ocorrerão sempre às 19h, nos sindicatos rurais.

ver mais notícias