NOTÍCIAS

Banco do Brasil já liberou R$ 1,4 bilhão para o pré-custeio agrícola

  • 24/03/2016 |
  • MAPA

O Banco do Brasil liberou, desde 1º de fevereiro, R$ 1,4 bilhão para financiamento da Aquisição Antecipada de Insumos - Pré-Custeio da safra 2016/17, sendo R$ 243,1 milhões para o segmento de Médios Produtores Rurais (Pronamp) e R$ 1.173,9 milhões aos demais produtores.

De acordo com o banco, o desembolso de R$ 1.416,9 milhões representa crescimento de 33,4% em relação ao observado no somatório dos meses de fevereiro e março de 2014 (R$ 1.062,5 milhões), última edição da modalidade de financiamento para o Pré-Custeio.

A principal atividade financiada foi a soja, com 84,5% dos volumes liberados (R$ 1.197,3 milhões), ainda conforme o Banco do Brasil. Entre os estados, Goiás é o principal tomador do crédito, com 21,3% do total, seguido de Mato Grosso e do Paraná, com 20,6% e 17,1%, respectivamente.

A instituição destaca que há, nas diversas fases do processo de crédito, outras propostas que somam R$ 1,7 bilhão. Com isso, o volume internalizado já ultrapassa R$ 3,1 bilhões.

No total, o banco vai disponibilizar R$ 10 bilhões em financiamento a taxas controladas para o pré-custeio da safra 2016/2017, que tem início oficial em 1º de julho. A oferta permite melhores condições aos produtores para o planejamento de suas compras junto aos fornecedores e contribui para o incremento das vendas de sementes, fertilizantes e defensivos, produzindo reflexos positivos na cadeia produtiva.

Taxas
De acordo com o Banco do Brasil, os recursos disponíveis aos médios produtores (faturamento de até R$ 1,6 milhão ao ano) terão taxa de 7,75% ao ano até o teto de R$ 710 mil. Os outros produtores acessam o crédito com encargos de 8,75% a.a. até o teto de R$ 1,2 milhão por beneficiário.

ver mais notícias