NOTÍCIAS

Barter com café já rendeu R$ 25 milhões

Foto: Divulgação

Quando a LS Tractor lançou, em 2014, a modalidade de financiamento de trator baseado em preço de café, pensou em criar uma facilidade para os seus negócios e projetava um bom movimento com este sistema implantado pioneiramente na cafeicultura, pela empresa. Passados dois anos desta iniciativa a avaliação da LS é que esta forma de financiamento foi uma ação que deu grande resultado e possibilitou a venda de muitas unidades nas regiões cafeeira do País, alcançando um faturamento em torno de R$ 25 milhões nos seus dois anos de operação.

Conforme assegura o diretor comercial da LS Tractor, André Rorato, o Barter foi criado pioneiramente pela LS, para facilitar a aquisição do equipamento, por parte do produtor de café. Ele explica que o cliente ao fechar o negócio opta por pagar em saca de café e pode fazer isto com prazo de três safras. “Fizemos um acordo com operadores de café para que recebessem o produto deste cliente como forma de pagamento do trator”, explica Rorato.

Consórcio – Outra modalidade que está tendo um aquecimento nos negócios é o consórcio. Em tempos de dificuldade em acessar financiamentos governamentais tanto pela demora na liberação quanto nos seus custos atuais, o consórcio virou uma opção de compra de trator para quem não tem a necessidade imediata do produto. “É uma forma de planejar a compra a custos mais compatíveis com a realidade econômica do momento”, salienta Rorato, acrescentando que o movimento desta modalidade está bem forte na LS Tractor a ponto de terem que fazer uma Mega Assembleia durante o Agrishow 2016, principal feira de máquina agrícola do Brasil, que acontece a partir do dia 25 de abril, em Ribeirão Preto.

ver mais notícias