NOTÍCIAS

Bayer assina acordo para vender parte dos negócios da Crop Science para a BASF por EUR 5,9 bilhões

  • 13/10/2017 |
  • Weber Shandwick /Carlos Nascimento Jr

Werner Baumann

À luz da aquisição planejada da Monsanto, a Bayer assinou um acordo para vender parte dos negócios da Crop Science à BASF por EUR 5,9 bilhões. Os ativos a serem vendidos geraram vendas líquidas de aproximadamente EUR 1,3 bilhão em 2016. "Estamos adotando uma abordagem ativa para lidar com potenciais preocupações regulatórias com o objetivo de facilitar o fechamento bem-sucedido da operação com a Monsanto", explicou Werner Baumann, presidente do Conselho de Administração da Bayer AG. "Ao mesmo tempo, estamos satisfeitos que, na BASF, encontramos um comprador forte para nossos negócios e que continuará atendendo às necessidades dos produtores e a oferecer aos nossos colaboradores perspectivas de longo prazo". A operação está sujeita às aprovações regulatórias e também ao fechamento bem-sucedido da aquisição da Monsanto pela Bayer.

Os ativos a serem vendidos incluem o negócio global de glufosinato de amônio da Bayer e a tecnologia LibertyLink para tolerância a herbicidas, essencialmente todos os negócios de sementes de culturas de campo da empresa, bem como as respectivas capacidades de pesquisa e desenvolvimento. Os negócios de sementes que estão sendo desinvestidos incluem o negócio global de sementes de algodão (excluindo Índia e África do Sul), os negócios norte-americano e europeu de sementes de canola e também o negócio de sementes de soja. A operação inclui a transferência da propriedade intelectual e instalações relevantes, bem como mais de 1.800 colaboradores, principalmente nos Estados Unidos, Alemanha, Brasil, Canadá e Bélgica. Como parte do acordo, a BASF se comprometeu a manter todos os cargos permanentes, em condições similares, durante pelo menos três anos após o fechamento da operação.

"Somos muito gratos aos nossos colaboradores, que desempenharam um papel fundamental no sucesso desses negócios ao longo dos anos", disse Baumann. "Ao mesmo tempo, estamos conscientes da necessidade de abordar certas sobreposições no portfólio combinado de produtos da Bayer e da Monsanto". A Bayer continua a trabalhar de forma diligente junto às autoridades competentes com o objetivo de fechar a aquisição planejada da Monsanto no início de 2018.

"Estou muito contente que, na BASF, a Bayer tenha selecionado um comprador que, como nossa empresa, atribui grande importância à parceria social e valoriza seus colaboradores. Fico satisfeito com o fato de a BASF se comprometer a oferecer condições de emprego comparáveis aos nossos colegas", disse Oliver Zühlke, presidente da Comissão Central de Trabalhadores da Bayer.

A Bayer continua a possuir, operar e manter esses negócios até o encerramento deste desinvestimento. Após o fechamento da aquisição planejada da Monsanto, a Bayer permanecerá ativa nas mesmas áreas como resultado dos programas, produtos e ofertas atuais da Monsanto.

O preço de base da compra, de EUR 5,9 bilhões, exclui o valor de qualquer capital de giro líquido e estará sujeito a ajustes habituais no fechamento, incluindo o valor de quaisquer inventários transferidos para a BASF. A Bayer utilizará os recursos líquidos do desinvestimento anunciado para refinanciar parcialmente a aquisição planejada da Monsanto. A Bayer fornecerá uma atualização a respeito das sinergias totais esperadas da aquisição da Monsanto após o fechamento da operação.

A BofA Merrill Lynch e o Credit Suisse atuam como consultores financeiros da Bayer. Os assessores jurídicos da Bayer são a Sullivan & Cromwell, Dentons, Cohen & Grigsby e a Redeker, Sellner & Dahs.

O que diz a BASF

“Com este investimento estamos aproveitando a grande oportunidade de adquirir ativos altamente atrativos para cultivos e mercados que entendemos ser relevantes. Estes investimentos são vistos como complementos estratégicos para o negócio de proteção de cultivos da BASF, negócio este que consideramos estabelecido e muito bem sucedido, assim como para as nossas atividades na área de biotecnologia”, relatou Kurt Bock, CEO e Membro da Junta Diretiva da BASF. "A aquisição incrementará ainda mais a nossa oferta de soluções para agricultura, que é um pilar fundamental do portfólio da BASF,” complementa Kurt Bock.

Kurt Bock

A aquisição complementará o negócio de proteção de cultivos da BASF, fortalecendo o portfólio de herbicidas da empresa e marcando a entrada da mesma no negócio de sementes com tecnologias proprietárias em mercados agrícolas importantes. "Contaremos com uma equipe de colaboradores altamente especializada e com um portfólio mais aprimorado, assim estaremos aptos a oferecer aos produtores uma maior gama de soluções que visam atender suas necessidades na obtenção de uma semente de alta qualidade, assim como a proteção química e biológica de seus cultivos", explicou Saori Dubourg, membro da Junta Diretiva da BASF e responsável pelo segmento de Soluções Agrícolas. "Além disso, esta transação criará novas oportunidades para nosso crescimento futuro e fortalecerá nosso potencial de inovação em escala global".

Saori Dubourg

Cerca de 1.800 colaboradores das áreas de pesquisa e desenvolvimento, comercial, reprodução de sementes e produção serão transferidos da Bayer para a BASF. "Estamos contentes em receber novos colegas na BASF. São profissionais altamente experientes, dedicados e motivados. Tenho certeza que eles desenvolverão nossas equipes com seus conhecimentos especializados em proteção de cultivos, sementes e traits. Juntos, iremos moldar o sucesso da BASF a longo prazo, sempre com o foco nas necessidades dos agricultores em todo o mundo", disse Markus Heldt, Presidente da Divisão de Proteção de Cultivos da BASF.

Para maiores informações, sugerimos visitar o site basf.com/grow-with-us


ver mais notícias