NOTÍCIAS

Cafeicultores de MG se unem para melhorar produção e ganhar competitividade

  • 29/02/2016 |
  • Cooxupé

Cafeicultura sem crise - produtores buscam recursos para melhor desempenho da produção (Foto: Divulgação)

Cafeicultores de Minas Gerais, o maior estado produtor do Brasil, e da região norte do estado de São Paulo - cooperados da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé) - não estão intimidados com a crise econômica e estão prontos para buscar recursos que elevem a qualidade da produção e a competitividade nos mercados nacional e internacional. A necessidade de se atualizar e de investir na lavoura e nas técnicas de manejo vem ao encontro de uma cafeicultura mais sustentável e preparada para atender, principalmente, os desafios do Brasil quanto às demandas de consumo globais, que segundo a OIC nos próximos dez anos deve gerar adicional de 25 milhões de sacas. Somente o consumo brasileiro concentrou 20,508 milhões de sacas entre os meses de novembro de 2014 e outubro de 2015, de acordo com a ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café.

Entre os dias 16 e 18 de março deste ano 35 mil pequenos, médios e grandes produtores estarão reunidos em Guaxupé, sul de Minas Gerais, em uma feira de negócios realizada pela Cooxupé, onde devem movimentar mais de R$ 130 milhões na aquisição de maquinários, implementos e insumos agrícolas, visando eficiência nas próximas colheitas. O ciclo 2016/2017 na área de ação da cooperativa está previsto para acontecer entre maio e agosto. "Nossos produtores, cada vez mais, têm participação ativa no mercado cafeeiro e, por isso, entendem a importância de investir em recursos que lhe agreguem mais qualidade, competitividade e redução de custos. Mesmo com o cenário cauteloso atual, aqui na FEMAGRI não sentiremos o impacto da crise, até mesmo porque a nossa atividade é bastante influenciada pelas demandas do consumo mundial - que vêm aumentando consideravelmente - e pelo fato do dólar valorizado tornar nosso grão mais competitivo. Além disso, os preços têm alcançado bons patamares e o estoque disponível de safras remanescentes para comercialização são os mais baixos dos últimos dez anos. São fatores que os cafeicultores não estão desprezando e, por isso, estão buscando recursos para atendermos as exigências do mercado consumidor brasileiro e dos importadores", destaca o presidente da Cooxupé, Carlos Alberto Paulino da Costa.

Com expectativa de crescer 16% na geração de volume de negócios, a FEMAGRI - Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas já está com mais de 110 expositores do setor de agronegócio confirmados. Os cafeicultores encontrarão produtos, cujo valor varia de 30 reais a 700 mil reais, para processos do pré ao pós-colheita. Instituições financeiras como Agrocredi, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal estarão no evento oferecendo linhas de créditos aos produtores de café.

15ª Edição da FEMAGRI

Data: 16 a 18 de março

Abertura Oficial: dia 16, às 10h.

Horário: das 08h às 18h

Local: Av. Vereador Nelson Elias, 1300b - Bairro Japy, Guaxupé/MG

Estimativa Público: 35 mil pessoas

Estimativa de Volume de Negócios: 16% maior ante 2015, quando foi gerado 120 milhões.

Área do evento: 107 mil m²

Estandes: 135

Expositores: mais de 110

ver mais notícias