NOTÍCIAS

CESB desafia agricultores a atingirem 143 sacas por hectare nesta safra

  • 23/10/2015 |
  • Diego Silva
Com inscrições abertas até 15 de janeiro de 2016 o Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja - Safra 2015/2016, realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), tem como meta encontrar o agricultor brasileiro capaz de produzir 143 sacas por hectare, volume superior à edição passada do Desafio, quando o agricultor Alisson Hilgenberg, de Ponta Grossa (PR), colheu 141,79 sacas por hectare. As inscrições para o Desafio Nacional ocorrem desde de 1 de outubro deste ano e devem ser realizadas pelo site www.cesb.org.br.

De acordo com o diretor executivo do CESB Luiz Antonio da Silva, a finalidade do Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, é encontrar agricultores empenhados, selecionar técnicas viáveis para escala comercial e, assim, ampliar o rendimento das lavouras brasileiras. “Superar o recorde de produtividade do Desafio e incentivar a utilização das melhores práticas, fará com que a gente crie um ambiente para a difusão e uso da tecnologia aos agricultores, elevando a média de produtividade nacional da soja, com o desenvolvimento de uma plataforma tecnológica como referência de alta produtividade com sustentabilidade”, destaca o diretor.

Segundo o vencedor nacional da última edição do Desafio, o agricultor Alisson Hilgenberg, não é uma tarefa fácil chegar ao topo da produtividade. “Em uma área de 13 hectares investi fortemente em tecnologia e monitoramento constante da soja, mas também tive de contar com ações que não dependem do nosso empenho, como o clima, por exemplo. São dificuldades que todo agricultor passa, então apesar de difícil, não é impossível”, afirma o agricultor que foi premiado com uma visita técnica nos Estados Unidos, a convite do CESB.

O Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja é dividido nas categorias Campeão Nacional (soja irrigada/não irrigada), Campeões Municipais, Campeões Estaduais e Campeões Regionais - Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte/Nordeste – (soja de sequeiro). Para concorrer o agricultor deverá inscrever uma área que corresponda de cinco a dez hectares, que não seja Área de Preservação Permanente (APP) e deve seguir boas práticas agrícolas, além da legislação trabalhista.
Todos os campeões serão apresentados ao término da colheita, após 15 de maio, quando se encerra também o Desafio. Os ganhadores de todas as categorias receberão certificado do Comitê Estratégico Soja Brasil e passarão a ser reconhecidos em seus municípios e estados, como referência em produtividade de soja no País.

Na safra passada cerca de 2.900 áreas foram inscritas do Desafio do CESB, envolvendo mais de 9 mil profissionais, entre agricultores, agrônomos e consultores.

Atualmente, o CESB é composto por 17 Membros e doze entidades patrocinadoras: Syngenta, BASF, Bayer, TMG, Monsanto, Sementes Adriana, Agrichem, UPL do Brasil, Stoller, Produquimica, Jacto e Instituto Phytus. ver mais notícias