NOTÍCIAS

Chegou a hora de começar a planejar a próxima safra

  • 24/09/2015 |
  • Carlos Nascimento Jr.
É chegada a hora de o produtor rural começar a planejar a safra de soja 2015/16, e para conseguir uma lavoura uniforme e saudável o uso de sementes tratadas é uma das melhores soluções para o plantio das sementes, que vai de setembro a janeiro. O principal benefício desta tecnologia é proteger as sementes do ataque inicial de pragas e doenças, ainda no solo e no crescimento inicial, que é em uma fase fundamental para o estabelecimento da cultura.

Este tipo de manejo preventivo é muito importante, principalmente nas grandes regiões produtoras do Brasil, que sofrem muito com influências climáticas. No início do semestre, o Centro de Previsão Climática do governo dos Estados Unidos informou que há 65% de possibilidade de ocorrência do El Niño na América Latina. O que significa um aumento de chuvas no início do plantio e a necessidade de mais proteção da cultura neste período.

O tratamento feito pela Bayer CropScience também protege as sementes em condições de excesso ou falta de água na lavoura, com ‘Força Anti-Stress’, promovido pelo inseticida CropStar, que atua no metabolismo da planta, promovendo melhor desenvolvimento, mais absorção de nutrientes, resultando no desenvolvimento efetivo das raízes e da parte aérea. “Para o agricultor, este é o início da proteção de seu investimento em insumos e defensivos para a nova safra”, diz Rodrigo Minguini, Agrônomo de Desenvolvimento de Mercado da Bayer CropScience. O especialista ressalta, ainda, que em ciclos de risco, como é o caso de 2015/16, a indicação é cultivar a lavoura com semente certificada, de boa qualidade e tratada.

Minguini explica que os efeitos do El Niño não se restringem apenas às lavouras da região Sul, o Centro-Oeste e o Sudeste também sofrerão com a vinda dele. “É importante proteger a soja. Os riscos de prejuízos são grandes, pois o clima favorece o desenvolvimento de pragas na cultura. Se o produtor rural não fizer o manejo adequado, poderá ter perdas de produtividade. Para colher bons resultados é preciso investir em um tratamento de sementes de qualidade, buscando o uso do potencial produtivo da genética.” ver mais notícias