NOTÍCIAS

Coffee Science de 2016 apresenta diversos temas de pesquisa cafeeira

  • 01/04/2016 |
  • Jamilsen Santos

A Coffee Science, revista técnico-científica publicada pela Universidade Federal de Lavras – Ufla, no âmbito do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, em sua primeira edição de 2016 (volume 11, número 1, 2016) traz artigos que avaliaram populações de cafeeiros do grupo 'Bourbon' e de progênies de café conilon; influência do déficit hídrico no solo sobre o desenvolvimento inicial do cafeeiro conilon; recuperação do cafeeiro arábica, na fase de crescimento inicial, após o déficit hídrico; operações mecanizadas; propriedades físicas de frutos de café robusta durante a secagem; diferentes fontes de aplicação de nitrogênio no cafeeiro irrigado; pulverização hidropneumática de produtos fitossanitários; entre outros.

A Revista, de periodicidade trimestral, contempla artigos originais completos com tradução para o inglês e está disponível no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café, e no site da revista Coffee Science.

Entre os artigos desta edição está o trabalho intitulado "Desempenho agronômico de populações de cafeeiros do grupo Bourbon" que avaliou, em duas regiões de Minas Gerais, características agronômicas de cafeeiros do grupo 'Bourbon', com potencial para produção de cafés especiais, visando à seleção de populações com alta produtividade, adaptadas e estáveis. As populações estudadas apresentam maior potencial produtivo na região Sul de Minas (Lavras e Três Pontas), do que na região do Alto Paranaíba. Entre os genótipos estudados, as populações de Bourbon Amarelo (Fazenda Boa Vista/ Campos Altos – MG e Fazenda Monte Alegre – Talhão Limoeiro/Alfenas – MG), e Catuaí Vermelho IAC 144 (Fazenda Experimental de Machado – MG), merecem destaque pela elevada capacidade produtiva, adaptabilidade e estabilidade.

Esta edição também traz o trabalho "Predição de ganhos genéticos via modelos mistos em Progênies de café conilon" que apresenta a avaliação dos ganhos genéticos de 8 progênies de meios-irmãos de café conilon preditos por meio de diferentes índices de seleção, em cinco caracteres de interesse ao programa de melhoramento do café conilon do Incaper. As estimativas dos parâmetros genéticos obtidos no estudo revelaram a existência de variabilidade genética e potencial seletivo entre os genótipos de café conilon estudados.

O artigo "Crescimento inicial do cafeeiro conilon sob déficit hídrico no solo" avaliou a influência do déficit hídrico sobre o desenvolvimento inicial da cultivar Robusta Tropical, em diferentes disponibilidades hídricas. O estudo indicou que a taxa de crescimento em biomassa, em expansão do caule e em altura do cafeeiro conilon decresceu linearmente com a redução da água disponível no solo e que a maior taxa de crescimento em área foliar foi obtida em 84,76% da água disponível no solo.

Com relação à mecanização da lavoura cafeeira, um dos artigos publicados foi "Estudo técnico e econômico de diferentes operações mecanizadas na cafeicultura", o qual concluiu que todas as operações mecanizadas estudadas foram viáveis tanto tecnicamente como economicamente, com exceção das operações de enleiramento e recolhimento, devido ao baixo desempenho operacional. Além disso, o estudo destaca que a colheita mecanizada apresentou melhores resultados devido aos menores tempos dispendidos durante sua operação.

Outros resultados de expressiva relevância para a cafeicultura são demonstrados nos demais artigos da Revista Coffee Science, a saber: "Comportamento dinâmico do sistema fruto-pedúnculo-ramo do cafeeiro, usando método de elementos finitos estocástico", "Controle estatístico de processo em pulverização hidropneumática na cultura do café", "Análise do crescimento do cafeeiro arábica, em relação à fração de água transpirável do solo", "Recuperação de cultivares de café submetidas ao esqueletamento aos quatro anos e meio de idade", "Propriedades físicas de frutos de café robusta durante a secagem: determinação e modelagem", "Eficiência de campo em diferentes operações mecanizadas na cafeicultura", "Crescimento e produtividade do cafeeiro irrigado, em função de diferentes fontes de nitrogênio", "Mapeamento da produtividade do cafeeiro a partir de modelos matemáticos de previsão de safra", "Tolerância ao déficit hídrico por cafeeiros produzidos por estaquia e embriogênese somática", "Padrões de interceptação de radiação solar por cafeeiros em função da área foliar" e "Transformação dos resíduos lignocelulósicos da cafeicultura em pellets para geração de energia térmica".

Revista Coffee Science: avanços e consolidação - A Coffee Science é publicada trimestralmente na versão impressa e eletrônica contendo artigos originais completos da comunidade científica nacional e internacional, visando promover o desenvolvimento da cafeicultura nas áreas de Ciências Agrárias, Ciências Biológicas, Ciência dos Alimentos e Ciências Sociais Aplicadas, entre outras. É indexada ao AGRIS-FAO (International Information System for the Agricultural Sciencesand Technology), AGROBASE-IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia), Latindex (Sistema Regional de Informaciónen Línea para Revistas Científicas de América Latina, Caribe, España y Portugal), CAB Abstracts (CABI – Common wealth Agricultural Bureaux International), Scientific Commons (University of St. Gallen – Switzerland), Scopus-Elsevier, Periódicos Capes, Agricola (USDA – National Agricultural Library) e na Wageningen UR Digital Library.

Observatório do Café – Divulga, além da Revista Coffee Science, publicações das instituições integrantes e parceiras do Consórcio Pesquisa Café contendo dados, análises e informações sobre: Resumo das Exportações Brasileiras de Café, do CeCafé, Levantamento da Safra de Café, Informe Estatístico do Café e Valor Bruto da Produção, do Mapa, Relatório Internacional de Tendências do Café, do Bureau de Inteligência Competitiva do Café, portfólio de tecnologias desenvolvidas pelo Consórcio, publicações técnicas e dados completos sobre Safras e Estoques; Consumos e Tendências; Estatísticas, Cotações e Análises; Clipping mensal de notícias veiculadas na mídia; Imagens; Vídeos e Áudios; Rede Social do Café; Publicações Técnicas e Relatórios de Atividades; e Sistema Brasileiro de Informação do Café – SBICafé, entre outros.

Para saber mais sobre o Consórcio Pesquisa Café, a Embrapa Café, a revista Coffee Science, a UFLA e o Observatório do Café, acesse:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/

https://www.embrapa.br/cafe

http://www.coffeescience.ufla.br/index.php/Coffeescience

http://www.ufla.br/

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/consorcio/separador2/observatorio-do-cafe

ver mais notícias