NOTÍCIAS

Coleção com diferentes tipos de soja é destaque da Embrapa na ExpoLondrina

  • 13/04/2016 |
  • Lebna Landgraf

Foto: Vladimir Moreira

Por que algumas plantas de soja são mais produtivas, outras têm maior teor de proteína e há ainda as que são resistentes a diferentes tipos de doenças? Elas têm características genéticas diferentes e essas diferenças são importantes para desenvolver variedades melhores. Para preservar a variabilidade genética da soja, a Embrapa Soja mantém, em Londrina (PR), uma coleção de tipos de soja introduzidos de diferentes regiões do mundo, denominado "Banco Ativo de Germoplasma" (BAG).
Durante a ExpoLondrina, os visitantes poderão conhecer alguns dos exemplares mais exóticos de soja. Estão sendo expostas plantas de soja selvagem e exemplares de sementes com diferentes cores e tamanhos. O BAG da Embrapa Soja é o terceiro maior do mundo e armazena, aproximadamente, 35 mil tipos de sementes de soja.
De acordo com o pesquisador Marcelo Fernandes de Oliveira, curador do BAG da Embrapa Soja, a coleção de sementes guarda a extensa variabilidade genética da cultura, desde a soja cultivada na China há mais de 5 mil anos, até sementes das variedades mais semeadas no Brasil em anos recentes.
Fernandes explica que preservar a diversidade dos tipos de soja diferentes, é fundamental para o desenvolvimento de novas sementes. Os cientistas realizam um trabalho sistemático de catalogação e multiplicação dessas sementes, identificando suas diferentes características, como produtividade, porte de planta, ciclo, resistência a doenças, sabor, tolerância à seca, entre outros. Depois, essas plantas são cruzadas com outras plantas, passando a fazer parte do melhoramento genético.
Para manter essas sementes, a Embrapa Soja dispõe de uma estrutura moderna e totalmente automatizada. As sementes são mantidas a 5ºC, com 25% de umidade, o que garante a sua sobrevivência por longos períodos. "É um patrimônio nacional, que garante o desenvolvimento de melhores variedades e torna nosso campo mais forte e produtivo", explica Fernandes.

ver mais notícias