NOTÍCIAS

Dia de Campo Regional Embrapa/Irga mostra alternativas para otimizar utilização de terras baixas

O evento será realizado nos campos experimentais da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé (RS), em sete estações, onde serão apresentados experimentos em terras baixas em áreas como em Integração Lavoura-Pecuária, melhoramento genético do arroz e manejo da irrigação; implantação e manejo do capim-sudão BRS Estribo e sementes certificadas. O Dia de Campo inicia às 8 horas, com previsão de término ao meio-dia.

O objetivo do evento é mostrar, além da tradicional cultura do arroz, alternativas econômicas para terras baixas, possibilitando ao produtor um melhor aproveitamento destas áreas. De acordo com o analista da Embrapa Pecuária Sul Marcelo Pilon, serão apresentados no Dia de Campo os resultados atualmente obtidos nas áreas de várzea que podem servir como possibilidade de otimização à cultura do arroz, buscando agregar mais renda ao produtor.

Em uma das estações da Embrapa Pecuária Sul, apresentada pelo pesquisador Gustavo Martins da Silva e pelo analista Marcelo Pilon, será discutida a Integração Lavoura-Pecuária, atividade que pode ser ainda mais explorada pelos produtores de arroz. Nesta estação será possível conferir um sistema de rotação de cultura de trevo-branco com arroz irrigado. “Estabelecemos um sementeiro de trevo-branco, visando à colheita de sementes. Depois entramos com o pastejo dos animais e na sequência foi feito o cultivo do arroz”, conta o pesquisador. De acordo com Gustavo Silva, para quem quiser implantar esse sistema, que gerou ganhos adicionais significativos, é necessário um bom planejamento por parte do produtor.

Outra estação da Embrapa vai discutir a implantação e manejo do capim-sudão BRS Estribo em terras baixas, apresentada pelo pesquisador Danilo Sant´Anna. O capim-sudão é uma gramínea de verão e mais uma alternativa para a rotação de culturas em terras baixas. A cultivar BRS Estribo, desenvolvida pela Embrapa Pecuária Sul, vem demonstrando ótimo desempenho na alimentação animal e na estação serão apresentadas recomendações de manejo com o objetivo de se obter o melhor rendimento em áreas de terra baixas.

Uma tecnologia que será apresentada no Dia de Campo será o uso do Camalhão de Base Larga, tecnologia desenvolvida pela Embrapa e que possibilita uma alternativa para rotação de culturas em terras baixas. O uso desta tecnologia viabiliza a utilização da várzea para o cultivo de outros grãos, como milho e soja, e de forrageiras, minimizando os riscos de perdas por alagamentos em decorrência das chuvas. A Embrapa Clima Temperado apresenta também outra estação, mostrando o melhoramento genético da empresa e o manejo de irrigação para arroz.

O Irga terá duas estações. Uma delas trará o tema Sementes Certificadas de Arroz Irrigado, “visando mostrar as vantagens fisiológica e genética de usar a semente certificada em vez da conhecida semente 'bolsa branca'”, ressalta Juliano Brum de Quevedo, responsável pelo 24º Núcleo de Assistência Técnica e Extensão Rural do Irga. Já a outra estação do Instituto abordará o Melhoramento Genético, seus objetivos, avanços e perspectivas. Além disso, estarão à disposição dos produtores a Vitrine Cultivares Irga, bem como materiais da Rice Tec que serão lançados. O evento conta com apoio das empresas Fracari Comercial, RiceTec e Sementes Simão. cppsul

ver mais notícias