NOTÍCIAS

Em MS, milho foi plantado em 96% das lavouras e sul tem 99% das áreas semeadas

  • 14/04/2016 |
  • Aprosoja MS

Foto: Divulgação

O plantio do milho atingiu 96,7% da área de lavouras de Mato Grosso do Sul, de acordo com informações levantadas pelos técnicos do Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio), da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul). Os dados foram apurados no último dia 8 de abril e constam na Circular Técnica n° 153, da Casa Rural, divulgada nesta quinta-feira (14).

Mapeamentos e entrevistas realizadas em propriedades rurais localizadas nos principais municípios produtores do Estado apontam que a região sul do Estado está com o plantio mais avançado, com média de área plantada de 99,2%.

Cidades avançadas - Essa realidade abrange os municípios de Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Caarapó, Douradina, Dourados, Fátima do Sul, Itaporã, Juti, Laguna Carapã, Maracaju, Naviraí e Vicentina. Só não ultrapassaram a média de 99% de área plantada as cidades de Bonito e Ponta Porã.

A região central do Estado está um pouco atrás, com média de 97,7% de área plantada. No entanto, Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante já finalizaram a semeadura. Nessa região, portanto, não finalizaram o plantio os municípios de Campo Grande, Jaraguari, Sidrolândia e Terenos.

Maior atraso - Já a região norte do Estado é a mais atrasada no plantio, com média de 73,1% de sua área plantada. Apenas três dos nove municípios que compõem essa região já ultrapassaram a marca dos 90% de área plantada. São esses: Bandeirantes, Coxim e São Gabriel do Oeste. No entanto, existe cidade que plantou apenas 40% das lavouras, como é caso de Paraíso das Águas.

Ainda segundo os dados do Siga MS, nas últimas duas semanas a região sudoeste/sudeste praticamente alcançou as porcentagens de plantio registradas na safra 2014/2015 neste mesmo período. Por outro lado, a região centro/norte continua atrasada quando a semeadura é comparada com as últimas três safras. O atraso no plantio em todo Estado, com relação à safra 2014/2015, é de aproximadamente 2,4% para a data de 08 de abril.

Plantio estagnado - Por causa disso, há a possibilidade de que a semeadura não ocorra em 100% da área estimada. Isso porque em alguns municípios, como Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Pedro Gomes, São Gabriel do Oeste e Sonora, não se realizou plantio nas últimas duas semanas. Ou seja, os índices de área plantada são os mesmos nessas cidades há três semanas.

Apesar da estagnação no avanço do plantio nesses municípios, esse último levantamento do Siga MS não indica qual o total da área efeitvamente plantada no Estado até o momento.

Após 29 dias do fim do período estabelecido pelo Zoneamento Agrícola de Risco Climático, Portaria Nº 236, 21 de dezembro de 2015, aproximadamente 3% da áreade lavouras de Mato Grosso do Sul ainda não foi plantada.

Segundo o zoneamento, as melhores condições para semeadura da cultura do milho 2ª safra 2015/2016 em Mato Grosso do Sul encerraram no dia 10 de março. No entanto, segundo o analista de grãos do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) Leonardo Carlotto, pode-se considerar como período ideal de plantio até o dia 15 de março.

Circular completa

Confira as informações completas da safra de milho e soja na Circular Técnica, por meio do cadastro no link: http://www.sigaweb.org/ms/sistema/.

ver mais notícias