NOTÍCIAS

Embrapa Hortaliças apresenta variedades de pimenta na Tecnoshow Comigo 2016

Fonte: Embrapa Hortaliças

Confirmada para o período de 11 a 15 de abril, em Rio Verde (GO), a 15ª edição da TECNOSHOW COMIGO, maior feira de tecnologia rural do Centro-Oeste, vai reunir mais de 540 expositores, que vão apresentar novidades tecnológicas em diversas áreas. Entre as instituições que participarão da feira está a Embrapa Hortaliças, que neste ano levará para o Centro Tecnológico COMIGO (CTC) inovações em materiais de pimenta BRS Seriema, BRS Moema e BRS Mari.

A variedade BRS Seriema é uma cultivar pertencente ao grupo varietal popularmente conhecido como 'bode' (Capsicum chinense) que, além de muito aromática e picante, apresenta boa produtividade e frutos pequenos, próprios para o processamento em conservas. Já a BRS Moema pertence ao grupo varietal conhecido como 'biquinho' e tem como principal característica a ausência de pungência. Possui também potencial tanto para o mercado de frutos frescos como para o processamento de conservas para aperitivos e geléias, já que seus frutos são aromáticos, crocantes, saborosos e atendem os consumidores que não podem 'comer' pimentas ardidas.

A BRS Mari é uma cultivar de pimenta tipo 'dedo de moça', que apresenta frutos com elevada pungência, alta produtividade e excelente uniformidade de planta e frutos. Pode ser usada para consumo fresco e processamento na forma de molhos líquidos, além de desidratada em flocos com as sementes (pimenta calabresa). "Nesses eventos, procuramos levar as tecnologias mais demandadas, como as pimentas, e aquelas que se enquadram como 'casos de sucesso', a exemplo da Unidade Móvel de Sombreamento (UMS), uma estrutura simples e de baixo custo, que auxilia na manutenção da qualidade do produto colhido", detalha a supervisora da Embrapa Hortaliças, Flávia Clemente.

UMS
Caracteriza-se por uma estrutura metálica simples, de baixo custo, leve e desmontável, com cobertura de lona, que deve ser colocada nas proximidades da lavoura de modo que as hortaliças possam ser removidas sob sombra imediatamente após a colheita. A sua utilização visa manter a qualidade e prolongar a durabilidade das hortaliças pela sua proteção à exposição direta ao sol, além de promover um ambiente de trabalho mais confortável para o produtor rural e seus funcionários.

Segundo informações da Embrapa Hortaliças, o tamanho da estrutura pode ser ajustado ao volume de produção por meio da anexação de módulos adicionais. O produto foi lançado em 2014, e não tem caráter comercial. Por se tratar de uma tecnologia de baixo custo, a proposta é que a Unidade Móvel de Sombreamento seja construída pelo próprio produtor e adaptada de acordo com cada realidade.

ver mais notícias