NOTÍCIAS

Fórum técnico em Lucas do Rio Verde discute manejo do Amaranthus palmeri

  • 07/10/2015 |
  • Aprosoja
O Amaranthus palmeri, também conhecido como caruru, é uma planta daninha que começa a preocupar os produtores rurais de Mato Grosso. O primeiro relato de infestação foi feito este ano, em lavouras de alguns municípios da região Norte.

Os pesquisadores de Mato Grosso que identificaram a planta no Brasil estudam formas de fazer o controle e erradicação nas lavouras. Para disseminar estas informações, será realizado o I Fórum Técnico sobre Amaranthus palmeri nesta quinta (8/10), às 8h30, no Sindicato Rural de Lucas do Rio Verde.

O evento trará palestras sobre o sistema de monitoramento e informativo sobre Amaranthus palmeri,com Edson Andrade Júnior, do Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt), sobre a biologia da planta daninha, Sebastião Carneiro Guimarães, da UFMT, e recomendações sobre manejo, com Anderson Cavenaghi, do Univag. “Há relatos desta planta daninha na Argentina há mais de dez anos. Nos Estados Unidos também é um problema nas últimas safras, onde ela já é resistente ao glifosato”, explica Eduardo Vaz, analista de Defesa Agrícola da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).

Vaz ressalta que é preciso atenção às boas práticas agrícolas de manejo, pois o glifosato continua sendo o principal aliado do produtor no controle das plantas daninhas. “É importante alertar para o não uso de subdosagens de herbicidas e não fazer sucessão de culturas resistentes ao glifosato, não prolongando o uso e favorecendo a longevidade do produto”, explica. Por enquanto, a única forma conhecida de acabar com a planta daninha é manualmente.

A organização do evento é do IMAmt, UFMT, Univag, e conta com o apoio e mobilização da Aprosoja. ver mais notícias