NOTÍCIAS

Goiás inicia o plantio da safra 2015/16 nesta quinta-feira

  • 29/09/2015 |
  • Laura de Paula
Com a chegada de outubro, encerra-se o período de vazio sanitário da soja em Goiás, e os plantios estarão autorizados em todo o Estado a partir da próxima quinta-feira (1/10). Mesmo assim, com poucas chuvas durante as últimas semanas nas principais regiões produtoras, a semeadura deve começar em ritmo lento.

Goiás destaca-se como o quarto maior produtor de grãos do País, e o carro chefe para a safra de verão continua sendo a soja que, apesar do cenário de incertezas, ainda deve registrar pequeno aumento em sua área plantada. No ano passado foram cultivados 3,3 milhões de hectares da oleaginosa. Para a safra 2015/16, a expectativa inicial é de incremento de 2 a 3% na área cultivada no Estado, o que deve alcançar o patamar recorde de 3,4 milhões de hectares.

As incertezas em relação à nova safra estão principalmente baseadas no momento instável da economia brasileira. "A crise afetou diretamente a disponibilidade de crédito rural nesta safra, com recursos sendo liberados tardiamente, a taxas de juros mais altas e exigências maiores no momento da contratação", explica o consultor técnico da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Goiás (Aprosoja-GO), Cristiano Palavro. "Esse atraso nas operações de crédito afetou as negociações de insumos e acarretou problemas na entrega de produtos."

Apesar da forte valorização do dólar ter contribuído para preços bastante atrativos da soja em todo o País, a alta da moeda americana impulsionou o encarecimento dos custos de produção, em especial dos insumos, cuja maioria é importada de outros países. Só no caso dos fertilizantes, os levantamentos apontam alta de 30% na comparação com a última safra, fato que preocupa os produtores goianos.

O clima também é motivo de apreensão. Só nas últimas duas safras, estiagens durante o desenvolvimento da lavoura causaram perdas de 3,5 milhões de toneladas. Para este ano, com forte presença do fenômeno El Niño, a expectativa é de volumes maiores de chuvas durante toda a safra. Mas ainda há possibilidade de precipitações em períodos concentrados e ocorrência de novas estiagens.

Mesmo com essas incertezas, as expectativas em torno da safra 2015/16 são positivas. Caso o clima se mostre mais favorável neste ano, Goiás tem facilmente a capacidade de romper a barreira dos 10 milhões de toneladas produzidas, consolidando-se ainda mais como um dos grandes produtores de soja do País. ver mais notícias