NOTÍCIAS

Luís Eduardo Magalhães (BA) inicia colheita com perdas na safra de soja por conta do clima

  • 14/03/2016 |
  • Lucas Majuski

Há algumas semanas trabalhando na colheita da soja, o oeste baiano sofre com o clima. De acordo com o sindicato rural de LEM, devido ao calor intenso das últimas semanas, as perdas podem chegar a 30% nas áreas menos atingidas e passar dos 50% nas que mais sofrem com o problema. Acompanhando de perto essa situação, a Ihara, tradicional fabricante de defensivos agrícolas, esteve na localidade no último dia 11 de março, para participar da Passarela da Soja, um dos principais eventos do setor, onde apresentou algumas de suas ferramentas que podem ajudar nessa situação.

Com o calor intenso, muitas das pragas da agricultura se multiplicam. Por isso, o controle constante e a correta aplicação dos defensivos são cuidados primordiais. Assim, um dos focos da companhia foi o Targa, melhor opção do mercado para controle das gramíneas invasoras. “Além dele, também apresentamos os produtos Certeza, para controle dos principais fungos que atacam as sementes dos grãos, com garantia de stand e arranque inicial superior, dando segurança ao sojicultor; e o Incrivel, tecnologia inovadora para o manejo de percevejos, um dos problemas crescentes na região”, explica Daniel Zanetti, gerente de Marketing Regional da IHARA.

Segundo Zanetti, a participação no evento tem como foco reforçar a imagem da companhia no local. “A IHARA é uma empresa inovadora, sendo reconhecida pelas soluções que oferece aos sojicultores, desenvolvidas a partir das melhores tecnologias em defensivos agrícolas provenientes do Japão”, afirma.

A Passarela da Soja e Milho é organizada anualmente pela Fundação BA, principal entidade da região. O evento é um dos mais importantes para a IHARA ao longo do ano. “Ele é um fechamento da safra atual, onde se discute o que foi bem sucedido, preparando a tomada de decisão do que usar na próxima safra”, finaliza.

ver mais notícias