NOTÍCIAS

Mais de 300 produtores participam de atividade técnica e em campo da Aprosoja

A etapa prática do II Simpósio Agroestratégico reuniu 328 produtores, técnicos ou gerentes de propriedades rurais nos 22 Núcleos da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), entre os dias 24 e 26 de novembro. O número é considerado um sucesso, já que é a primeira vez em 10 anos de entidade que um evento técnico e prático foi realizado nas lavouras de soja.

Durante a ação, pesquisadores da Embrapa e da Fundação Mato Grosso passaram a metodologia e frisaram a importância da aplicação do Manejo Integrado de Pragas (MIP) e Manejo Integrado de Doenças (MID). “Pela primeira a Aprosoja preparou uma rodada agronômica que envolveu a teoria e a prática ao mesmo tempo. Além disso, nossos produtores e demais participantes, receberam orientações de pesquisadores renomados e como suporte, distribuímos kits para auxiliarem na prática do MIP. Vale ressaltar que o Simpósio tem o objetivo de repensar a prática agrícola adotada nas propriedades de soja e milho de Mato Grosso e, principalmente, levar aos produtores informações e em paralelo, captar pontos relevantes para a entidade para novos trabalhos”, explica o diretor técnico da Aprosoja, Luiz Nery Ribas.

Na Região Norte, a orientação técnica foi dada por Rafael Pitta, da Embrapa Agrossilvipastoril. Na Região Oeste, o orientador foi André Mateus Prando, da Embrapa Soja. Lúcia Vivan, da Fundação Mato Grosso, foi a facilitadora na Região Sul, e Edson Hirose, da Embrapa Soja, coordenou os trabalhos na Região Leste.

Além de passar as técnicas, o evento serviu para fazer levantamento da situação das lavouras em relação as pragas e doenças em cada região. “Com base nos relatos da nossa equipe de supervisores, observou-se em alguns pontos a presença de percevejo-marrom, percevejo-castanho e percevejo-verde, como também da mosca branca, principalmente em Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, já na Região Oeste observou-se a presença da lesma. Relatos da ocorrência da praga chamada de Torrãozinho também foi verificada. Já com relação a presença de lagartas, estava tranquilo, com bom controle por parte dos produtores visitados”, afirma analista de projetos da Aprosoja, Franciele Dal'Maso.

Para a entidade, a etapa prática do Simpósio Agroestratégico cumpriu sua meta e, agora, é pensar no próximo ano. A ideia é que o Simpósio passe a fazer parte do calendário anual de eventos da Aprosoja. “Para as próximas edições estaremos focando em outros temas e buscaremos melhorar cada vez mais com relação a estrutura e materiais disponibilizados”, diz Franciele.

O Simpósio

O Simpósio Agroestratégico é uma iniciativa da Aprosoja, em parceria com a Fundação MT e Embrapa. O primeiro evento ocorreu no dia 9 de julho deste ano. Na sequência, foi realizado o II Simpósio, de 21 de setembro a 2 de outubro, nos municípios de Sorriso, Campo Novo do Parecis, Canarana e Rondonópolis, que receberam palestras sobre Manejo Integrado de Pragas (MIP) e de Doenças (MID) e manejo do sistema produtivo. Até agora, as edições do simpósio abrangeram mais de 900 pessoas.

ver mais notícias