NOTÍCIAS

Mulheres encontram espaço nas oficinas da rede Case IH

  • 14/10/2015 |
  • Andrea Beller
A aparência delicada contrasta com o esforço físico que a profissão exige, mas a mecânica de máquinas agrícolas Ana Kelli Viudes tem conquistado a confiança dos clientes e a admiração dos colegas de trabalho. Ela faz parte da equipe de mecânicos da Agritex, concessionário Case IH que atende os clientes da região de Querência, no Mato Grosso. Em todo o país, aproximadamente 120 mulheres trabalham na área de pós-venda da rede Case IH, dez delas diretamente nas oficinas.

Além de enfrentar o duro dia a dia na oficina, elas também dão conta do recado quando precisam se deslocar para fazer a manutenção dos equipamentos em campo. “Tem cliente que fica desconfiado, mas quando vê o resultado do trabalho percebe que, apesar de ser um serviço considerado masculino, pode ser feito tanto por homens quanto por mulheres”, afirma Ana.

Ana diz que sempre gostou da área agrícola. Durante cinco anos, enquanto trabalhava de diarista, investiu em cursos que pudessem prepará-la para as oportunidades na área. Antes de se tornar mecânica, foi operadora de máquina agrícola durante seis anos e de equipamentos de terraplanagem por mais dois anos.

O aprendizado para atual função, na qual ela atua há um ano, começou com cursos básicos de mecânica hidráulica e mecânica elétrica e continua sendo aprimorado todos os dias na prática. Atualmente, uma das máquinas que Ana mais gosta de consertar é o pulverizador. “Tenho paixão pelo que faço e muita curiosidade por motores”, declara.

Além da preocupação constante com o desenvolvimento técnico, o diretor da Agritex, Gerson Garbuio, já percebeu que outras características da funcionária podem estar fazendo a diferença no trabalho na oficina da concessionária. “Geralmente, as mulheres são mais cuidadosas com as ferramentas e com o manuseio das peças, e o cliente repara nisso”, conclui. ver mais notícias