NOTÍCIAS

Netafim defende o uso correto da água na agricultura

  • 10/09/2015 |
  • Tatiana Freitas
Mesmo com as recentes chuvas no estado de São Paulo, o tema “crise hídrica” ainda é debatido e se faz necessário já que os níveis de água dos reservatórios continuam baixos. Neste sentido, a Netafim, empresa pioneira e líder mundial em soluções de irrigação por gotejamento, participou do evento realizado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo na capital paulista. Chamada de Frente Parlamentar em Defesa dos Pequenos e Médios Agricultores da Região do Alto Tietê (crise hídrica) foi lançada com o objetivo de buscar solução para o problema da crise que está afetando os produtores prejudicados com a escassez de água para irrigara a lavoura.

Na ocasião, o gerente agronômico da Netafim, Carlos Sanches, ministrou uma palestra sobre irrigação por gotejamento, criada pelos israelenses há mais de 50 anos, pois tinham a necessidade de plantar e produzir numa área de deserto. Os participantes puderam compreender a eficiência e precisão do sistema de gotejamento que consegue economizar de 30% a 50% quando comparado com a irrigação por aspersão. Com isso, o saldo de economia de água para consumo humano pode variar de 20% a 40%.

“Nossos agricultores muitas vezes são vistos como os “vilões dessa situação”. A verdade é que eles já mostraram que é possível produzir mais com menos água até mesmo em regiões onde a água é escassa e o marrom predomina. Exemplo disso é o sertão baiano que hoje é responsável por 90% da exportação de manga no Brasil. Além disso, o fato da irrigação por gotejamento funcionar “gota a gota”, dosando a quantidade da água, a técnica permite também realizar a fertirrigação – prática responsável pelo expressivo aumento da produtividade em que conseguimos aplicar os nutrientes necessários direto na raiz da planta fazendo com que ela cresça mais rápido que as demais, essencial também no nosso País que tem a necessidade de produzir mais em menos área”, afirma Sanches. ver mais notícias