NOTÍCIAS

No Dia Mundial Da Água, CNA lança estudo sobre o uso racional dos recursos hídricos

  • 22/03/2016 |
  • CNA

Os países mais avançados do mundo têm aprofundado os conhecimentos do ciclo da água na produção agropecuária, visando o uso racional e o desenvolvimento das melhores técnicas de utilização. Com essa finalidade, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com a Embrapa e a Embaixada Britânica, apresenta resultados parciais do estudo “Pegada Hídrica nas Cadeias de Produção de Carne e Leite”, tratando do uso da água e de sua escassez, no 4º Simpósio de Produção Animal e Recursos Hídricos, que se realiza, hoje e amanhã, dias 22/03 e 23/03, na Sede da Embrapa Pecuária Sudeste, em São Carlos, SP.

A atividade agropecuária tem no uso da água um dos principais insumos para a produção de alimentos. Até data recente, não havia reflexão mais aprofundada sobre a água como um bem finito. Os novos estudos revelam que o uso racional dos recursos hídricos assumiu importância estratégica para a qualidade de vida de toda humanidade. Nesse contexto, a CNA “vem atuando para que os produtores brasileiros façam o uso correto da água, sem que ocorram desperdícios, com eficiência e produtividade compatíveis com nosso compromisso nas garantias da segurança alimentar do Brasil e do mundo”, esclarece Rodrigo Justus, presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente da Confederação.

O estudo, iniciado em 2015, vai mostrar a pegada hídrica, termo que designa a quantidade de água, direta e indiretamente, usada na produção, integrando o ciclo hidrológico nas principais atividades agropecuárias. Assim, o produtor de soja e o criador de gado, por exemplo, podem saber quanto utilizam de água e qual a quantidade ideal para suas produções. Para o presidente da Comissão, o uso racional da água “traz ainda um diferencial de competitividade no mercado globalizado, com reconhecimento de bens produzidos com o uso racional dos recursos hídricos”.

Além da apresentação do estudo, a CNA e suas parceiras também lançaram duas cartilhas, dirigidas aos produtores, ensinando o manejo hídrico nas propriedades e a captação do recurso disponível em cursos de águas, em chuvas, para retenção, armazenamento e aproveitamento nas produções, evitando desperdícios. Os esforços do setor agropecuário pelo o uso racional dos recursos hídricos fazem parte das orientações de organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU).

Hoje, 22/03, Dia Mundial da Água, a ONU alerta que o fornecimento de água seguro, adequado e confiável evita perdas que impactam no fechamento de vagas de trabalho. A solução, segundo a entidade, é a disponibilidade de infraestrutura suficiente para o gerenciamento e armazenamento de água. No Relatório Mundial das Nações para o Desenvolvimento de Recursos Hídricos 2016, produzido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), órgão da ONU, a entidade destaca que 78% dos empregos mundiais dependem dos recursos hídricos e entre os setores mais atingidos pela escassez de água estão a agricultura, silvicultura, pesca, aquicultura, indústria, mineração e produção de energia.

A CNA estima que o estudo esteja concluído, em sua totalidade, no início do ano de 2017. Por sua vez, a distribuição das cartilhas será iniciada imediatamente pelas entidades patrocinadoras, CNA, Embrapa e Embaixada Britânica.

ver mais notícias