NOTÍCIAS

Novo chefe assume com desafio de consolidação do centro de pesquisa em MT

  • 25/09/2015 |
  • Gabriel Faria
Tomou posse na manhã desta sexta-feira o novo chefe-geral da Embrapa Agrossilvipastoril. O pesquisador Austeclínio Lopes de Farias Neto assumiu o cargo sucedendo João Flávio Veloso Silva, que ocupou o posto nos últimos seis anos. A cerimônia de posse foi realizada no auditório do centro de pesquisa, em Sinop (MT) e contou com a presença do presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes, dos empregados da empresa e de parceiros institucionais.

Austeclínio, que exerceu a função de chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento na Embrapa Agrossilvipastoril na primeira gestão, assume a chefia-geral com a missão de dar continuidade ao trabalho de consolidação da Unidade, que foi criada há seis anos. Em seu discurso de posse, destacou quatro pontos que serão fortalecidos em sua gestão.

"Vamos trabalhar o planejamento estratégico para antever as demandas do estado; a sinergia entre os diversos setores da Unidade, focando na gestão participativa; a valorização de parcerias; e a valorização e capacitação dos empregados", destacou.

O novo chefe-geral ainda ressaltou o alinhamento das ações da Embrapa Agrossilvipastoril com as diretrizes da Embrapa e com as políticas públicas estaduais e federais. Como exemplo, citou o Plano ABC, uma vez que a Unidade trabalha com muitas das tecnologias que o compõem, como a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), fixação biológica de nitrogênio, plantio direto, recuperação de pastagens degradadas, agroenergia, recomposição de reserva legal e floresta plantadas.

O presidente Maurício Lopes parabenizou a gestão passada, responsável pela criação, planejamento e construção do centro de pesquisa. Destacou ainda a forma inovadora e diferenciada como a Unidade está estruturada, com o estabelecimento de experimentos e laboratórios multiusuários e multidisciplinares e com participação de pesquisadores de outros centros de pesquisa da Embrapa e de instituições parceiras.

"Este modelo transversal de pesquisa é algo novo, muito contemporâneo. Isso já está trazendo um impacto para a empresa e, na medida em que se fortalecer, será uma referência de modelo para a pesquisa agropecuária", disse Maurício Lopes.

O presidente da Embrapa ainda destacou a forma como a Unidade vem trabalhando com o conceito de intensificação sustentável, buscando tecnologias para aumentar e diversificar a produção em uma mesma área.

Ao fim da cerimônia de posse, o ex-chefe-geral João Flávio Veloso Silva recebeu das mãos do presidente Maurício Antônio Lopes uma homenagem por ter liderado o primeiro ciclo da Embrapa Agrossilvipastoril.

Nova chefia

Além do chefe-geral Austeclínio Lopes de Farias Neto, foram empossados os três chefes-adjuntos desta nova gestão. O pesquisador Eduardo Matos coordenará a área de Pesquisa e Desenvolvimento, o pesquisador Flávio Fernandes Júnior conduzirá o setor de Transferência de Tecnologia e o analista André Rossoni será o responsável pela chefia-adjunta de Administração.

Veja a trajetória do novo chefe

Contratado como pesquisador da Embrapa Cerrados (Brasília-DF) em 1989, Austeclínio Lopes de Farias Neto desenvolveu sua carreira trabalhando com melhoramento genético de soja. Em 1995 obteve o título de mestre pela Universidade de São Paulo (Esalq-USP) e em 2005 concluiu o doutorado na Universidade de Ilinois, nos Estados Unidos. Ambas as titulações foram obtidas trabalhando com genética e melhoramento de plantas. Como melhorista de soja, tem 25 cultivares protegidas e quatro registradas.
Além de exercer o cargo de chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento na Embrapa Agrossilvipastoril, Austeclínio já foi gestor do Núcleo de Produção Vegetal e presidente da Comissão Interna de Biossegurança da Embrapa Cerrados.

Também foi chefe do Departamento de Pesquisa e Experimentação da Fundação Zoobotânica do Distrito Federal.

ver mais notícias