NOTÍCIAS

Orientações para a manutenção de cabos de comando no maquinário agrícola

Os cabos de acionamento mecânico utilizados em máquinas agrícolas são peças que já saem de fábrica seguindo o padrão de qualidade do mercado. A qualidade e a garantia das peças são atestadas pelas fabricantes, que seguem criteriosos processos do controle de produção.

O processo de fabricação segue o mesmo padrão para todas as aplicações, mas é o cliente quem especificará o tipo de cabo para determinar qual o tipo de aplicação necessária para atender suas necessidades. No entanto, apesar da expertise na fabricação, existem algumas recomendações que garantem o prolongamento da vida útil desses cabos, independentemente de seu uso.

Primeiramente, para evitar o mau uso do equipamento, o operador deve evitar a sobrecarga de acionamento do cabo. Uma situação comum, segundo o engenheiro Fábio Wendt da Controlflex, empresa fabricante de cabos de comando para máquinas do setor agrícola, é o usuário retirar os limitadores de acionamento como por exemplo, a remoção do stop utilizado para limitar o movimento do pedal de aceleração. Esses limitadores são responsáveis por indicar o máximo de aceleração recomendada para a máquina, “Essa prática não é recomendada pois diminui a vida útil do cabo”, explica Wendt.

Os cabos de comando devem ter um raio da curvatura sempre o maior possível para a máxima vida e eficiência do cabo. Isso significa que o layout de instalação deve respeitar as especificações de raio de curvatura mínimo, a fim de otimizar a vida do cabo.

Na ocasião de lavagem do equipamento, evitar o uso de substâncias corrosivas como o Solupan, pois esse tipo de produto se não for removido por completo do sistema, vai ocasionar a oxidação dos componentes galvanizados, reduzindo assim a vida útil do produto.

Os cabos de tração, como de embreagem ou freio, que não são Push-Pull, devem ser lubrificados a cada período de revisão, dependendo do tempo determinado pela fabricante e das horas de uso. Em caso de falha no sistema esses cabos precisam ser verificados, pois é possível que as condições das vedações tenham sido comprometidas. Se a vedação do equipamento estiver danificada, por ter sido rasgada ou qualquer outro motivo, o problema pode aparecer na peça, já que impurezas, como areia, terra etc.. entram e prejudicam o acionamento do cabo.

Existem, portanto, alguns cenários comuns que são responsáveis por ocasionar possíveis falhas no acionamento dos cabos de comando em máquinas agrícolas. O primeiro caso diz respeito ao rompimento do núcleo do cabo. “Geralmente essa quebra ocorre devido a uma instalação inadequada, onde o núcleo trabalha desalinhado em relação ao terminal do conduíte”, afirma Wendt. Esse desalinhamento pode gerar atrito desnecessário durante o acionamento entre as partes, causando posteriormente o rompimento devido ao desgaste.

Outra razão para o cabo de comando não funcionar corretamente acontece por causa do acúmulo de impurezas no interior do cabo. Quando os vedadores estão fora de sua posição original, ou em alguns casos danificados (rasgados), o cabo fica travado impossibilitando o funcionamento da peça e em muitos casos ocasionando o rompimento do núcleo.

A substituição do cabo, quando necessária, deve ser preferencialmente realizada por uma concessionária autorizada. Se a troca é feita da maneira errada, o funcionamento pode ser afetado, possivelmente causando danos à peça e ao rendimento da máquina.

ver mais notícias