NOTÍCIAS

Plantio de arroz atinge 61.766 hectares no Rio Grande do Sul

  • 21/09/2015 |
  • Luciara Schneid
Os produtores de arroz gaúchos aproveitaram os dias ensolarados do início do mês de setembro para iniciar o plantio da lavoura de arroz na safra 2015/2016. Já são 61.766 hectares plantados, 5,7% de uma intenção de 1.083.638. A região mais adiantada é a Fronteira Oeste com 12,22% semeado ou 38.151 hectares dos 312.139 pretendidos. O destaque é o município de Uruguaiana, que já semeou 22,05% ou 22.829 hectares da área desejada de 103.535.

Em segundo lugar aparece a Zona Sul, que tem 9,56% ou 16.725 hectares de uma intenção de 175.007 para a safra 2015/2016. Nesta região, o destaque é o município de Rio Grande, com 22,93% da área pretendida semeada. Na região da Campanha, a área plantada atinge 5.222 hectares, 3,17% dos 164.800 programados. A Depressão Central (DC) tem 0,89% ou 1.290 hectares de uma área pretendida de 145.210. As regiões da Planície Costeira Interna (PCI) têm 0,26% semeado, 378 hectares dos 147.513 desejados e a Externa (PCE) não tem nenhuma área plantada informada dos 138.969 hectares pretendidos.

A primeira lavoura de arroz semeada na PCI está localizada no município de Camaquã. O produtor José Antonio Garcia, da localidade de Banhado do Colégio, semeou oito hectares da cultivar 424 RI, no dia 3 de setembro. Segundo o produtor, o clima favoreceu o plantio antecipado. A estimativa inicial é de que a área de arroz a ser semeada na região de abrangência do 3º Nate não sofra grandes alterações, apesar do alto custo de produção, que tem causado dor cabeça no planejamento da safra atual.

Na Zona Sul, a semeadura avança em ritmo intenso nos municípios de Rio Grande, Jaguarão, Arroio Grande e Santa Vitória do Palmar. Neste mesmo período, na safra passada, a Regional Zona Sul registrava 0,6% da área plantada, quando apenas Santa Vitória avançava em suas áreas de arroz.

Para os responsáveis pela Coordenadoria, os produtores da região estão, cada vez mais engajados no preparo antecipado de suas áreas e isso muito se deve à rotação com a cultura da soja, que proporciona essa antecipação. Outro fator que tem ocorrido na região é a forma como as parcerias evoluem, em que a entrega das terras estão se antecipando, dando condições de evolução no preparo do solo. Para exemplificar, a Granjas 4 Irmãos, que possui área total de 6.456,4 hectares, conta com mais de 41% da área plantada. ver mais notícias