NOTÍCIAS

Presidente do Fundecitrus é nomeado para a presidência da Câmara Setorial da Citricultura

Foto: Divulgação

O presidente do Fundecitrus, Lourival Carmo Monaco, foi nomeado para a presidência da Câmara Setorial da Citricultura, do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa). A publicação foi feita no Diário Oficial da União (DOU) de 10 de março de 2016.

A Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Citricultura foi oficialmente criada em 2005 e reúne representantes de todos os estados produtores de citros, de associações de viveiristas, dos produtores, das indústrias, dos exportadores, dos varejistas e dos órgãos públicos. Tem por finalidade propor, apoiar e acompanhar ações para o desenvolvimento das atividades da cadeia produtiva, além de servir como órgão consultivo do governo.

A indicação de Monaco foi feita por unanimidade pelos membros da Câmara. Citricultor há mais de 25 anos, é formado em Engenharia Agronômica, mestre e doutor pela Universidade da Califórnia. Atuou no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), foi pesquisador científico e Diretor-Geral do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Presidente da Academia de Ciências de São Paulo, Secretário da Secretaria de Tecnologia Industrial (STI), do Ministério da Indústria e do Comércio (MIC), Secretário da Comissão Nacional de Energia (CNE), Presidente da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), do Ministério da Ciência e da Tecnologia e Secretário da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo.

É presidente do Fundecitrus desde 2008, onde utiliza sua experiência profissional para viabilizar a realização de pesquisas que promovem a sanidade da citricultura, a sustentabilidade, as novas tecnologias buscando competitividade e lucratividade do setor e a segurança do trabalhador. Uma das prioridades da nova presidência serão as questões sanitárias que colocam em risco a liderança do Brasil na produção de citros e suco de laranja, como pomares abandonados, doenças quarentenárias e legislação de viveiros.

“A Câmara Setorial promove a oportunidade de conhecimento mais detalhado dos elos da cadeia produtiva e de identificação de oportunidades e prioridades da citricultura. É um fórum técnico que poderá ajudar muito na evolução e preservação dessa importante cadeia de geração de valores econômicos e oportunidades de trabalho”, destaca Monaco.

ver mais notícias