NOTÍCIAS

Projeto Biomas estuda opções de culturas agrícolas anuais em sistema ILPF na Amazônia

  • 28/03/2016 |
  • Kélem Cabral

Foto: Roni de Azevedo - Novo plantio de arroz, e ao fundo, área cultivada com o mesmo grão em estágio mais avançado.

Culturas de arroz, feijão-caupi e soja para serem usadas na safra e safrinha em sistemas de Integração-Lavoura-Pecuária (ILPF) são objeto de experimento do Projeto Biomas na Amazônia, localizado no sudeste paraense. No mês de março, foram implantadas Unidades Demonstrativas (UDs) com os grãos visando mostrar aos produtores rurais como as diferentes opções de culturas agrícolas anuais que podem ser utilizadas nos sistemas integrados visando maior produtividade.

Ao todo, foram plantadas 14 diferentes cultivares, todas da Embrapa, sendo que cinco delas de arroz, entre as quais, uma, de linhagem resistente a herbicida. Para o feijão-caupi, o plantio foi de seis cultivares que apresentam diferentes tamanhos e cor de grãos. Por fim, para a soja, outras três cultivares comerciais, sendo duas transgênicas resistentes a herbicidas e uma convencional também foram inseridas no experimento.

De acordo com Roni de Azevedo, pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental e líder da proposta de pesquisa com ILPF no projeto, a ideia é fornecer diversas opções de cultivo dentro do sistema ILPF, tanto na safra como para a safrinha, bem como reforçar a necessidade da realização de rotação de culturas. "Instalamos as UDs no sentido de diversificar ao máximo as opções de grãos aos produtores com resultados mais realistas possíveis sobre produtividade", afirma o pesquisador.

Caso as condições climáticas sejam favoráveis e possibilitem um bom desenvolvimento das culturas implantadas, o projeto pretende, futuramente, demonstrar os resultados para agricultores, técnicos, professores e alunos da área. O pesquisador Alexandre Mehl Lunz, coordenador regional do Projeto Biomas – Amazônia, explicou que o foco maior do Biomas é o estudo com diversos plantios de árvores, mas ele enfatiza que a diversificação é necessária aos produtores que adotam sistemas integrados de produção, pois as culturas anuais atuam na compensação financeira, ao proporcionar renda nos primeiros anos enquanto as árvores se desenvolvem.

Ainda de acordo com o pesquisador, experimentos com grãos não eram previstos na concepção original do subprojeto de pesquisa, mas foram introduzidas para responder às demandas de produtores. "Essas culturas impulsionam a tecnificação agrícola nestas áreas, onde os plantios aumentam exponencialmente a cada ano, e a produtividade potencial é amplamente atrativa", complementa.

Também no mês de março foi realizado o plantio da cultura anual milho com três cultivares comerciais, em uma área ocupada atualmente por um sistema ILPF com eucalipto de pouco mais de dois anos de idade, para mostrar aos agricultores da região diferentes níveis tecnológicos e algumas das 477 cultivares de milho disponíveis no mercado para a safra 2015/16.

ver mais notícias