NOTÍCIAS

​Projeto de Sachetti pode viabilizar escoamento pelo Rio Paraguai

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS) da Câmara Federal aprovou hoje (25) mais um projeto de autoria do deputado Adilton Sachetti (PSB-MT) que vai possibilitar o escoamento da safra de grãos e de outras mercadorias no Mato Grosso, Pará e Amazonas. Trata-se do Projeto de Decreto Legislativo 118/15 que autoriza os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) ao longo do rio Paraguai.

Ao defender este projeto, Sachetti, coordenador de Infraestrutura da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), argumentou que somente no Estado de Mato Grosso a área de influência desta hidrovia alcança atualmente uma produção de 18 milhões de toneladas, "com a vantagem de uma redução de custos de fretes estimada em 20%". Segundo ele, o modal hidroviário é o mais adequado para transporte de commodities, como soja, milho e minérios.

Foi relator da matéria o deputado Josué Bergson (PTB-PA), também membro da FPA. "Dei parecer favorável ao projeto do colega Sachetti porque sem dúvida alguma é uma grande alternativa de tornar a nossa produção agropecuária competitiva, com melhor rentabilidade ao produtor, além de ser uma logística adequada para o transporte a longa distancia, de baixo valor e isto somente será possível com a adoção do uso das hidrovias".

Sachetti criticou o atual modelo de transporte de cargas no Brasil que privilegia o modal rodoviário. "O Brasil, país de dimensões continentais, adotou no passado este deficiente sistema para o escoamento de suas cargas, isto na contramão do que se preconiza como o mais indicado que são as ferrovias e as hidrovias. Temos no nosso território grandes rios, superiores em porte e extensão aos rios dos Estados Unidos ou da Europa. Por que, então, não aproveitá-los melhor?".

ver mais notícias