NOTÍCIAS

Projeto que prevê incentivos para quem reflorestar e desassorear rios será debatido em comissão

  • 24/11/2015 |
  • Agência Câmara Notícias

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na quinta-feira (26/11) para debater o projeto de lei 1465/15, que cria incentivos fiscais e creditícios a pessoas físicas e jurídicas que promovam a reposição florestal ou desassoreamento de rios, córregos, cursos de água ou nascentes.

O debate foi proposto pelo deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG), relator do projeto na comissão. Ele lembra que uma das grandes preocupações da humanidade é a escassez dos recursos naturais no mundo, devido às ações humanas como desmatamento e uso descontrolado da água.

Segundo o deputado, as consequências já são sentidas no País. “Um exemplo é a crise hídrica enfrentada pelo estado de São Paulo. A princípio a proposta é meritória e poderá estimular os proprietários rurais a procederem à recomposição florestal”, disse o deputado.

Foram convidados para o debate:

• o diretor do Serviço Florestal Brasileiro do Ministério do Meio Ambiente MMA, Carlos Sturm;

• o gerente-executivo da Coordenação de Implementação de Projetos Indutores da Agência Nacional de Águas (ANA), Devanir Garcia Dos Santos;

• o gerente de Restauração Florestal da Fundação SOS Mata Atlântica, Rafael Bitante Fernandes;

• a ministra de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Regina de Abreu;

• o ministro de Estado do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias de Souza;

• a assessora sênior do Banco do Brasil, Mariana da Silva Oliveira;

• o presidente da Associação para a Gestão Socioambiental do Triângulo Mineiro (Anga), Gustavo Bernardino Malacco da Silva;

• o diretor fiscal da Associação dos Agricultores Familiares Orgânicos e Terapeutas Naturalistas de Manhuaçu e Região (Agrifom), José Antônio de Abreu Neto; e

• o colaborador da Unidade Ambiental do Instituto Terra, Jaeder Lopes Vieira.

A reunião está marcada para começar às 10 horas, no plenário 6.

ver mais notícias