NOTÍCIAS

Renda, organização social e gestão da propriedade são temas de curso no AM

  • 14/03/2016 |
  • Felipe Rosa

A Embrapa Amazônia Ocidental (Manaus/AM) realiza, nesta terça-feira, dia 15 de março, o curso Renda, trabalho, formas organizativas e gestão da unidade de produção familiar. A atividade, que acontece em Iranduba, no Assentamento PDS Nova Esperança, vai abordar os aspectos de gestão e organização social, visando à geração de renda e melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares – público-alvo do evento.

Diversos temas estão na programação do curso, como caracterização da unidade de produção familiar; sistemas de produção e subsistemas (sistemas de cultivo e criações); renda agrícola (formas de cálculo, componentes da renda e das despesas); produção para consumo da família; quantidade de UTHs da família (mão de obra – unidades de trabalho/homem) e remuneração do trabalho; formas organizativas, instrumentos de financiamento das atividades e gestão; estratégias de desenvolvimento comunitário: exemplos dos fundos rotativo solidários no Brasil; e aspectos gerenciais de um fundo rotativo, entre outros.

No Amazonas, mais de 92% dos estabelecimentos rurais são familiares. Conforme o pesquisador da Embrapa e um dos coordenadores do curso, Gilmar Antonio Meneghetti, a atividade servirá para orientar os agricultores sobre o processo de geração de renda, a organização social e a gestão da unidade de produção familiar.

"Os pequenos agricultores encontram dificuldades das mais diversas para gerar renda. Com muita frequência, as atividades desenvolvidas geram pouca renda, remunerando de forma muito precária o trabalho das famílias. As propriedades rurais, de um modo geral, carecem de um sistema de gestão que ajude a melhorar o desempenho das atividades. A organização da geração da renda, do trabalho, do aspecto social da gestão e financiamento é importante porque melhora a eficiência das atividades produtivas, com consequente melhoria da renda das famílias", destacou Meneghetti.

O curso conta com apoio do PDS Nova Esperança e patrocínio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Participam como instrutores do curso os pesquisadores da Embrapa, Gilmar Antonio Meneghetti e Lindomar de Jesus Souza Silva; o bolsista do projeto Pró-Rural, Jolnei Luís Sell; e o representante da Cáritas Arquidiocesana, Antônio Fonseca.

ver mais notícias