NOTÍCIAS

Sementeiros do Paraná e de São Paulo apostam em cultivar de trigo própria para a região

  • 27/10/2015 |
  • Marianna Rebelatto
Focando na produção de trigos tipo pão e melhorador, a Cocamar Cooperativa Agroindustrial investiu, juntamente com dois cooperados, na produção de sementes certificadas C1 da cultivar FPS Virtude. Novidade no mercado, o material se propõe a atender as regiões II (moderadamente quente, úmida e baixa) e III (quente, moderadamente seca e baixa) dos estados do Paraná e de São Paulo.

O agricultor Valdir Waldrich foi um dos cooperados que apostou na produção de sementes da cultivar FPS Virtude. Na cidade paranaense de Arapongas, ele produziu 62 sacos por hectare em uma área de pouco mais de 20 hectares. “Foi a maior produtividade que obtive em trigo neste ano; as demais cultivares produziram uma média de 48 sacos por hectare”, relata. Além disso, pH (peso hectolitro) obtido foi superior a 80, acima das demais cultivares. “FPS Virtude nos surpreendeu positivamente; em uma safra marcada pelo excesso de chuvas, ela se comportou melhor que outras cultivares”, avalia Waldrich.

De acordo com Rovérson Flach, engenheiro agrônomo da Cocamar que acompanhou a área de Valdir Waldrich, mesmo tendo sido semeada na mesma época que as demais cultivares, FPS Virtude floresceu mais tarde, escapando das precipitações que atingiram muitos materiais no período crítico do florescimento. “Com isso, obtivemos um grão com qualidade muito boa”, afirma.

Mesmo com as chuvas que atingiram a lavoura no início do ciclo e também perto do período da colheita, Osmar Bossa atingiu uma produtividade de 58 sacos por hectare em uma área de 26 hectares e Rolândia (PR). “Apesar das precipitações, a cultivar apresentou boa sanidade e o pH (peso hectolitro) ficou acima de 78”, informa Francisco Leonardi, engenheiro agrônomo da Cocamar que acompanhou a área de Bossa. “Considerando as condições climáticas, a produtividade foi boa, ficando acima da média da região, e as plantas não acamaram”, destaca o engenheiro agrônomo.

“FPS Virtude é uma cultivar com potencial para ganhar mercado” aponta o engenheiro agrônomo Airton Cittolin, da Sementes Cittolin. Ele cultivou 18 hectares para a produção de sementes da categoria C1 na divisa entre as cidades de Cascavel e Tupassi. A produtividade média alcançada foi de 61 sacos por hectare, e o pH ficou em 83. “Trata-se de um material produtivo e precoce, que nos surpreendeu”, afirma.

No oeste do Paraná, em Cascavel, o responsável técnico da Sementes Condor, Marcio Luiz Sganzerla, conta que FPS Virtude demonstrou estabilidade na produção. Isso porque, em dois campos conduzidos em áreas distintas, foram alcançados resultados produtivos semelhantes: 62 sacos por hectare em 10 hectares, e 60 sacos por hectare em 6 hectares. O material foi beneficiado pela época de semeadura, que ocorreu em meados de maio, escapando, assim, das chuvas no período crítico da floração. “Vamos difundir FPS Virtude na região, pois se trata de uma cultivar aparentemente sadia, com bom porte, espiga com bom aspecto visual e alto potencial produtivo”, avalia Sganzerla.

Em São Pedro do Iguaçu, também no oeste do estado, FPS Virtude foi o trigo mais produtivo entre as áreas conduzidas pela Herbioeste na região. De acordo com a engenheira agrônoma Juliene Scortegagna, o material se sobressaiu e deve suprir a demanda por novas cultivares da região. Por ter sido semeado um pouco mais tarde, FPS Virtude não sofreu com as chuvas, mas foi atingido por uma forte ventania na época de floração, o que resultou no tombamento das plantas. “Entretanto, o material logo voltou a ficar em pé, demonstrando resistência ao acamamento e boa sanidade”, afirma a agrônoma. Para a próxima safra, a Herbioeste pretende ampliar a área de multiplicação da cultivar, apostando na região de divisa com o estado de São Paulo.

Em São Paulo, o material está sendo multiplicado pela Castrolanda. De acordo com o responsável técnico pela produção de sementes da cooperativa, Rudinei Bogorni, foram produzidos 63 sacos por hectare em uma área de 39 hectares na cidade de Itapeva. Mesmo tendo sofrido com temporais no período da colheita e de enchimento de grãos, o engenheiro agrônomo aprovou o resultado da nova cultivar de trigo. “FPS Virtude apresentou excelente potencial produtivo, sanidade e porte, além de ser de fácil manejo”, avalia Bogorni. “Pretendemos fomentar o material na região e ampliar a área semeada na próxima safra”, complementa.

O analista de promoção e desenvolvimento da Fundação Pró-Sementes, Thiago Baudraz, acredita que a cultivar FPS Virtude possuí grande potencial para crescer no Paraná e São Paulo. O material possui cruzamento com CD 104, que foi muito plantada nestes estados e se destacava pela qualidade industrial e produtividade. “FPS Virtude trouxe essas qualidades do CD 104, oferecendo maior segurança ao produtor em sanidade foliar e de espiga, principalmente para brusone, principal doença de espiga nas regiões onde a cultivar possui recomendação de semeadura”, acrescenta o engenheiro agrônomo. Além disso, apresenta também um bom comportamento em condições de estiagem. “Apesar de grandes volumes de chuva até julho, passamos por um período de aproximadamente 30 dias sem chuva, onde notamos que o FPS Virtude se destacou, principalmente pelos resultados que estamos recebendo”, observa Baudraz.

FPS Virtude é um material classificado como pão/melhorador e apresenta um bom comportamento à debulha, à germinação na espiga, ao acamamento, ao oídio, à brusone e às manchas foliares. O licenciamento da cultivar FPS Virtude é feito exclusivamente pela Fundação Pró-Sementes. ver mais notícias