NOTÍCIAS

Simpósio traz discussão sobre manejo de plantas daninhas para Médio-Norte de Mato Grosso

  • 28/09/2015 |
  • Gabriel Faria
O aumento dos custos com o controle de plantas daninhas, a perda de eficiência de produtos e o surgimento de plantas resistentes e tolerantes aos herbicidas e as novas ameaças às lavouras são questões que preocupam agricultores, técnicos e pesquisadores que trabalham com o tema. Todos esses atores estarão reunidos para discutir esses e outros problemas nos dias 29 e 30 de setembro, no Sindicato Rural de Sinop (MT), durante o I Simpósio Nacional sobre Plantas Daninhas em Sistemas de Produção Tropical.
Realizado pela Sociedade Brasileira de Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD), o evento contará com quatro mesas redondas, discussões, apresentações de trabalhos e sessão de pôsteres com resultados de trabalhos científicos.

"Queremos gerar uma discussão sobre problemas no manejo de plantas daninhas em sistemas de produção, de forma a gerar demandas para a pesquisa", explica a coordenadora do evento e pesquisadora da Embrapa Agrossilvipastoril, Fernanda Ikeda.

De acordo com Ikeda, a realização do Simpósio no Médio Norte de Mato Grosso, uma das principais regiões produtoras de grãos do país, busca atrair a participação de produtores e técnicos para que possam compartilhar as experiências e dificuldades que vivem no campo em relação ao controle das plantas daninhas.

As inscrições antecipadas já estão encerradas, porém interessados em participar ainda podem se inscrever na secretaria do evento, no dia 29, a partir das 7h30.
Os valores da inscrição variam de acordo com o perfil do participante. Estudantes sócios da SBCPD pagam R$ 60 e não sócios R$ 70. O custo para profissionais sócios da SBCPD é de R$ 120 e para não sócios é de R$ 150.

Programação

A primeira mesa redonda do Simpósio abordará a resistência e tolerância de plantas daninhas a herbicidas. Serão apresentados casos de resistência de plantas como buva, capim amargoso e pé-de-galinha e serão discutidas as perspectivas para o manejo de plantas daninhas tolerantes e resistentes com o uso de novos eventos e novas cultivares transgênicas.

O relato sobre a primeira ocorrência de Amaranthus palmeri no Brasil em áreas agrícolas no estado de Mato Grosso será discutido na tarde de terça-feira, que ainda terá uma mesa redonda sobre o manejo de plantas daninhas em sistemas de produção agrícola. Serão três palestras que abordarão o manejo de plantas daninhas com enfoque nos sistemas de produção, o manejo no sistema soja-milho e o manejo dos restos culturais do algodoeiro.

Na quarta-feira a programação do Simpósio terá continuidade com uma discussão sobre o manejo de plantas daninhas em pastagens e sistemas integrados. Para fomentar o debate haverá palestras sobre os sistemas integrados na recuperação de pastagens degradadas na Amazônia, a supressão de plantas daninhas por plantas de cobertura e a biologia e manejo do capim-navalha em pastagens.

Finalizando o evento, a última mesa redonda abordará o manejo de plantas daninhas em cultivos amazônicos. Como exemplo, serão apresentadas as estratégias de manejo integrado nas culturas da mandioca e do feijão-caupi.

Entre os palestrantes, moderadores e debatedores do Simpósio estão pesquisadores de diferentes universidades e instituições de pesquisa brasileiras.
Além das mesas redondas, o evento terá a apresentação oral de cinco trabalhos científicos e de 85 trabalhos em forma de pôster. A programação completa pode ser conferida no site www.spdtropical2015.com.br.

Lançamentos

Durante a programação social do Simpósio, na noite de terça-feira, haverá lançamento, acompanhado de sessão de autógrafos, de dois livros.

Organizado por Miniram Inoue, Rubem Oliveira Jr., Kassio Medes e Jamil Constantin, "Manejo de Amaranthus" reúne textos de 24 autores de diferentes instituições que discutem os aspectos biológicos e de controle deste gênero em diversas culturas.

Já o livro "Aspectos biológicos e econômicos do uso de herbicidas à base de 2,4-D no Brasil", escrito pelos pesquisadores Robinson Osipe e Jethro Osipe , apresenta uma análise completa sobre a molécula no controle de plantas daninhas. A obra reúne dados que comprovam a segurança, eficácia e importância do 2,4-D no controle de plantas daninhas nas culturas da soja, milho, cana, trigo, arroz e café no Brasil.

Simpósio

O I Simpósio Nacional sobre Plantas Daninhas em Sistemas de Produção Tropical ocorre simultaneamente ao IV Simpósio Internacional Amazônico sobre Plantas Daninhas. Os eventos são realizados pela Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD) e organizados pela Embrapa, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

Os eventos contam com Apoio da Aeagro, Capes, CNPq, IMAmt e Sindicato Rural de Sinop; e patrocínio da Bayer, Dow AgroSciences, Banco da Amazônia, Agrisus, Aprosoja, Crea-MT, Monsanto, Nortox e Senar-MT.

Mais informações: www.spdtropical2015.com.br.

Serviço:
I Simpósio Nacional sobre Plantas Daninhas em Sistemas de Produção Tropical e
IV Simpósio Internacional Amazônico sobre Plantas Daninhas
29 e 30 de setembro – 7h30 às 18h
Sindicato Rural de Sinop – Av. das Embaúbas 330 – Setor Comercial ver mais notícias