NOTÍCIAS

Sistema Plantio Direto foi tema de simpósio em Tangará da Serra

  • 14/09/2015 |
A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat Tangará da Serra) e a Associação de Engenheiros Agrônomos de Tangará da Serra (AEATGA) realizaram no último sábado (14) o I Simpósio de Tecnologias de Produção Agrícola, que teve como tema as “consequências do uso incorreto do Sistema Plantio Direto”.

O Sistema Plantio Direto é o principal sistema de produção agrícola utilizado atualmente e, devido a problemas de manejo e de uso incorreto de tecnologias, vem apresentando problemas em várias regiões do país.
Durante o evento, que ocorreu durante o dia todo, agricultores, engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas, pesquisadores, professores e alunos de Agronomia discutiram os problemas observados atualmente no campo e as possíveis soluções para o Sistema Plantio Direto.

De acordo com o professor Anísio da Silva Nunes, presidente da comissão organizadora do simpósio, “além de servir como um fórum de discussão sobre a produção agrícola, a realização do simpósio foi importante para aproximar a Universidade e a comunidade externa, oferendo um retorno à sociedade do investimento realizado na instituição”.
Para o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Tangará da Serra, Claudio Giuseppe Terzi, “a realização de eventos técnicos faz parte dos objetivos da AEATGA, que, entre outras finalidades, procura realizar o aperfeiçoamento profissional e capacitação dos Engenheiros Agrônomos e, por isso, a realização do I Simpósio de Tecnologias de Produção Agrícola, em parceria com a Unemat, foi muito importante para a Associação”.

O elevado nível técnico das discussões, realizadas por palestrantes de todos os estados da região centro-oeste do país foi um dos destaques do evento. Entre as discussões realizadas no simpósio, estão a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), realizada pelo Dr. Maurel Behling, da Embrapa Agrossilvipastoril; os desafios fitossanitários do Sistema Plantio Direto, realizada pelo Prof. Dr. Daniel Cassetari Neto, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); a formação de palhada em regiões tropicais, pelo Prof. Dr. Paulo César Timossi, da Universidade Federal de Goiás (UFG Jataí); e o uso correto de tecnologias de produção em cultivos comerciais, em palestra realizada pelo Dr. André Luis Faleiros Lourenção, da Fundação MS.

O uso das tecnologias de produção agrícola, segundo o Dr. André Luis Faleiros Lourenção, pesquisador da Fundação MS, “precisa ser aperfeiçoado, e é necessário ter consciência de que sem o Plantio Direto não teríamos os patamares de produtividade que observamos atualmente em culturas como a soja e o milho”.

Segundo o Prof. Dr. Paulo César Timossi, da Universidade Federal de Goiás (UFG Jataí), “houve uma sincronia entre as informações disponibilizadas por todos os palestrantes e, ao contrário de eventos que buscam apenas enaltecer os benefícios do Sistema Plantio Direto, o simpósio foi marcado por discussões técnicas e propostas de soluções aos problemas observados”. ver mais notícias