NOTÍCIAS

Software de controle de pragas, doenças e ervas daninhas reduz em até 15% gastos com defensivos

  • 22/03/2016 |
  • Rogério Porto

Foto: Divulgação

Pensar no tablet como ferramenta de trabalho do agricultor pode parecer um tanto distante, mas não para cerca de 143 clientes com mais de 800 mil hectares em fazendas espalhadas de norte a sul do Brasil, que atuam com o aplicativo de controle de pragas da Strider. A empresa brasileira desenvolveu há dois anos um software que permite aos técnicos e produtores do campo o registro fiel de todas as ocorrências que podem influenciar na proliferação de pragas, resultando em controle de alto nível, produtividade e, principalmente, economia nos gastos com defensivos agrícolas.

A plataforma tem mais de 400 “ocorrências possíveis", entre pragas e doenças, previamente cadastradas. Isso faz com que o trabalhador registre as informações muito mais rápido, aumentando a produtividade, e de forma mais precisa, o que proporciona uma redução de gastos com pesticidas em até 15%. Um percentual bastante expressivo, considerando que o Brasil é o país que mais utiliza defensivos no mundo, com gastos de $ 10 bilhões de dólares somente em 2013. “O software gera relatórios com média de pragas por área e um mapa de calor que mostra o nível e local exato da infestação, com informações georreferenciadas", explica o CEO da Strider, Luiz Tângari.

O aplicativo é bem completo e opera on e off-line. Ou seja, mesmo se não houver sinal de rede na área, todas as informações serão automaticamente atualizadas quando o programa estabelecer uma nova conexão. Os diversos recursos são intuitivos e de fácil identificação, pensados tanto para os agricultores acostumados com tecnologia quanto para os iniciantes na era digital. É possível armazenar dados e fotos de tudo o que acontece direto da lavoura, que serão compiladas e transformadas em gráficos e mapas que ajudam a traçar comparativos, controlar períodos de aplicação e avaliar a evolução.

O sistema de monitoramento já é utilizado por produtores de soja, algodão, café, cana-de-açúcar, frutas em todo o país e, também, em cerca de 200 fazendas do estado norte americano do Texas. “Criamos um sistema inovador, que atende diversas culturas com a mesma precisão, de maneira a facilitar o trabalho do agricultor e do fazendeiro", finaliza Tângari.

ver mais notícias