NOTÍCIAS

Técnicos viajam a Israel para ampliar conhecimentos sobre irrigação no deserto

  • 09/10/2015 |
  • Senar
Em Israel, o deserto foi transformado em lavouras de alta produtividade e pomares repletos de frutas. Com a metade de seu território localizada em regiões áridas, o país se tornou líder mundial em pesquisa de recursos hídricos e hoje consegue produzir alimentos suficientes para atender a mais de 90% da demanda interna, além de reutilizar 85% da água utilizada.

É para conhecer um pouco dessas tecnologias e inovações desenvolvidas em Israel que três técnicos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) visitam a região entre os dias 11 e 15 de outubro. Rafael Nascimento da Costa, do SENAR; Nelson Ananias Filho, da CNA; e Josimar Gomes, do SENAR-RN, vão participar da Watec, uma das feiras mais importantes do mundo sobre irrigação. Gomes atualmente desenvolve um projeto de reuso de águas cinza no plantio de palma na região de Lajes (RN).

Segundo Rafael Nascimento da Costa, a feira permitirá a troca de informações sobre o reuso da água para utilização na agricultura através de sistemas de irrigação, especialmente gotejamento, que podem ser utilizados até mesmo em pequenas propriedades. Outro ponto importante será o contato com as novas tecnologias para a formatação de futuras capacitações de técnicos e de produtores brasileiros pelo SENAR.

“Vamos verificar como a propriedade rural pode fazer a gestão da água utilizando sistemas de irrigação. Também pretendemos buscar conhecimentos sobre reuso, reciclagem de água, armazenamento e controle. A partir disso, vamos analisar aquilo que pode ser adaptado para o Brasil e transformado em treinamentos para o nosso público. Existe uma carência muito grande de técnicos em irrigação no Brasil”, ressalta.

A programação também inclui visitas à empresas de equipamentos e instituições que trabalham com capacitação e pesquisa na área. O grupo conhecerá a Soreq, maior usina de dessalinização do mundo, a Mekorot, empresa nacional de água de Israel, e a Netafim, que produz equipamentos de irrigação por gotejamento e microaspersão. Os representantes da CNA e do SENAR conhecerão, ainda, o Instituto Galillee - que promove capacitações de técnicos em diversas áreas agrícolas e de meio ambiente, e Volcani Institute, organização com atuação em pesquisa agrícola.

O assessor técnico da CNA, Nelson Ananias Filho, explica que a visita também é uma retribuição à participação de representantes israelenses no seminário “Água em Debate, uso sustentável da água na agricultura: desafios e soluções”, realizado em agosto desse ano, em Brasília. Ele destaca que Israel é uma referência na gestão da escassez de água e, apesar do Brasil não se enquadrar nessa situação, a experiência poderá trazer muitos benefícios para a agropecuária brasileira.

”Queremos melhorar a nossa produção e mudar a imagem que a agricultura nacional tem de ser uma atividade que utiliza muita água. Será uma oportunidade para buscarmos novas parcerias, tecnologias e informações, além de verificarmos possibilidades de negócios com eles”, destaca.

Foto: Missão Econômica de Israel no Brasil ver mais notícias