NOTÍCIAS

Tecnoshow Comigo avalia situação do mercado de grãos no Brasil

  • 22/03/2016 |
  • Tecnoshow Comigo

Foto: Divulgação

Orientar e auxiliar o produtor rural para que tenha subsídios para a tomada de decisão e definição de estratégia comercial no meio rural. É com este objetivo que o diretor de Commodities da INTL FCStone, Glauco Monte, vai ministrar na Tecnoshow Comigo, no dia 12 de abril, às 14 horas, no Centro Tecnológico COMIGO (CTC), a palestra 'Mercado de grãos no Brasil: cenários e perspectivas'. Serão debatidos os principais pontos para se traçar uma perspectiva para o mercado de grãos – soja e milho – para as safras 2015/2016 e 2016/2017. “São temas de extrema relevância para a definição dos preços e da rentabilidade para o produtor agrícola”, afirma o palestrante.

Também vão ser apresentados assuntos como cenário global de produção de soja e milho e o impacto das mudanças climáticas, projeção de volume de importação chinesa e qual o impacto de um crescimento menor do país, cenário brasileiro de produção e demanda de soja e milho, panorama geral da indústria de carnes brasileira para entendermos a demanda doméstica, além do impacto do dólar nas perspectivas para o ano, rentabilidade do produtor e projeção de preços.

Atualidade

Glauco adianta que o cenário atual, tanto para a soja quanto para o milho, mostra até o momento uma projeção de produção brasileira recorde, mesmo com os problemas climáticos em algumas regiões e o alto volume de exportação auxiliado pela desvalorização cambial. “Em termos de preço, o real continua com valores acima da média, entretanto a estimativa é de grande volatilidade devido aos altos e baixos que devem acontecer com a taxa de câmbio frente às incertezas políticas atuais. Para o produtor é um ano de margens mais apertadas e que requer uma grande atenção”, destaca.

Para ele, o destaque para o segmento são as exportações que continuam suportando a balança comercial brasileira, porém com grande dependência de uma taxa de câmbio atrativa e não devido a investimentos e melhoras em nossa logística. “As exportações devem continuar ativas não só de soja e milho, mas também dos subprodutos e de carnes tentando compensar o cenário de não crescimento da economia brasileira”, revela.

O palestrante reforça ainda que existem vários pontos que necessitam atenção e mudanças. “Ainda temos que avançar muito na questão logística para que sejamos competitivos não só quando temos uma valorização cambial. Os avanços estão acontecendo, mas em passos muito lentos. Do lado do produtor, acho que tiveram avanços também, porém acredito que falta avançar ainda mais na questão da gestão comercial da produção, podendo buscar novas alternativas e ferramentas como a utilização do mercado futuro para proteger-se e garantir a rentabilidade”, finaliza.

Perfil do palestrante

Glauco Monte é diretor de Commodities da INTL FCStone, formado em Engenharia Agrícola na UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas, e com mais de 10 anos de experiência em gestão de riscos em commodities agrícolas.

ver mais notícias