NOTÍCIAS

Trigo e seus derivados: Feriado e importações são os entraves no momento

As condições das lavouras de colheita mais tardia no Paraná e no Rio Grande do Sul seguem como uma incógnita, à medida que necessitam de mais chuvas e as previsões são difusas no momento. A importação segue ocorrendo de forma intensa e isso torna menos intensa a demanda pelo trigo novo, concentrada apenas nos moinhos menos abastecidos do interior do Paraná e Santa Catarina e nas compras diretas dos produtores. Movimentação de negócios nas farinhas lentos há um mês também afetam o ritmo da comercialização do trigo nacional no momento.

Para os derivados de trigo, segundo Gabriel Ferreira, Eng. Agrônomo e analista de mercados na AF News, a produção de farinhas foi reduzida na semana anterior, desta vez em função do feriado nacional na quinta-feira, trazendo consigo a retração nas compras e nas entregas ao longo da semana. Nota-se que ainda há uma pressão positiva por parte dos vendedores em grande parte dos negócios, muito olhando as variações dos fundamentos no mês anterior e a impossibilidade de usar imediatamente o trigo novo. Ainda assim, é forte a pressão compradora por estabilidade ou quedas. Segue a queda de braços, com a escassez no farelo de trigo trazendo a um descolamento dos preços deste produto em relação aos seus correlatos/concorrentes.

ver mais notícias