NOTÍCIAS

Videoconferência promete encurtar distâncias no agronegócio

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) dão conta de que as exportações do agronegócio somaram US$ 6,71 bilhões em fevereiro de 2016, batendo recorde histórico desde 1997. O desempenho evidencia a necessidade deste setor em estar alinhado às novas tecnologias da informação e comunicação (TIC) como forma de consolidar o avanço dos negócios dentro e fora do País. Envio de dados, automação digital e o uso intenso de vídeo são demandas já identificadas pelos produtores e justificam a adoção de soluções com foco em redução de custos, bem como baixo consumo de recursos de telecomunicações.

Segundo a Absolut Technologies, os serviços de colaboração por vídeo atendem a esses dois requisitos e adicionam a vantagem de melhorar o entrosamento profissional das empresas, além de ser facilmente instalado em áreas com baixa largura de banda. A empresa é uma organização especializada na integração de soluções de Áudio e Vídeo profissional e Sistemas de Videoconferências e faz parte da Global Presence Alliance (GPA), uma aliança mundial de integradores de sistemas especializado no segmento de áudio e vídeo.

Para a Absolut, empresas e profissionais do Agronegócio só têm a ganhar com as colaboração por vídeo. - "Podem agendar chamadas a partir de qualquer lugar e a qualquer hora, comunicando-se de forma rápida e eficaz com parceiros e clientes, não importa em que ponto do planeta estejam localizados", diz Hans Ulmer, diretor presidente da Absolut Technologies.

O executivo acrescenta que esta nova tecnologia revoluciona a forma de comunicação colaborativa rompendo as barreiras de acesso das estradas brasileiras e dos altos custos e tempo gastos com viagens aéreas dentro e fora do país. "A Videoconferência como serviço elimina as barreiras de comunicação no campo, reduzindo custos e otimizando o tempo, com investimento quase zero em infraestrutura", explica Ulmer.

Para se comunicar através de videoconferência com clientes, parceiros e prospects, as instalações agrícolas precisam apenas de um dispositivo - telefone com tela, desktop notebook, tablet ou smartphone - e uma conexão à Internet. "O sistema é muito fácil de usar", reforça Ulmer. Segundo o diretor, justamente pela simplicidade, a solução quebra o paradigma dos custos, porque se baseia no modelo de serviço baseado na computação em nuvem, permitindo que a empresa pague apenas pelo que precisa utilizar, sem a necessidade de instalações complexas de hardware e software.

Estudo elaborado pela Cisco - fabricante multinacional de equipamentos de rede e sistemas de comunicação - identificou que a utilização de videoconferência foi o responsável por 64% de todo o tráfego de internet do mundo em 2014 e, ao longo dos próximos 4 anos, o vídeo online será responsável por quatro quintos do tráfego mundial de Internet. O sucesso da tecnologia é facilmente explicado pela união de otimização do tempo e redução de custos com deslocamentos, com agilidade na resolução de problemas pela melhoria da qualidade da comunicação quando comparado à telefonia comum.

A videoconferência permite reunir várias pessoas que estão localizados em locais distantes como se elas estivesse na mesma sala de reuniões, o que se traduz em economia considerável de gastos operacionais e administrativos, com os os gastos diários de equipes em campo. A consultoria Frost & Sullivan acrescenta que entre as vantagens dos sistemas de videoconferência também está a contribuição ambiental, já que a sua adoção reduz viagens físicas por meio terrestre, e aéreo, principalmente, juntamente com outros custos implícitos em viagem de negócios .


ver mais notícias