NOTÍCIAS

Voliam Targo obtém registro para controle da broca e do bicho mineiro

Até agora, broca do café e bicho mineiro demandavam tratamentos isolados por parte dos cafeicultores. Capazes de causar estragos na qualidade e produtividade das lavouras, as principais pragas do café, além do ácaro vermelho, já podem ser combatidas de uma única vez, pois o inseticida Voliam Targo acaba de obter o registro federal, tendo sido aprovado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). A nova solução da Syngenta contribui diretamente para os bons resultados dos cafezais.

Formulado a partir das moléculas Chlorantraniliprole e Abamectina, o inseticida tem no amplo espectro de controle o seu principal diferencial, oferecendo performance elevada quando comparado às demais soluções disponíveis no mercado. Com isso, Voliam Targo protege a produtividade dos cafezais, em linha a um dos pilares do The Good Growth Plan, Plano de Agricultura Sustentável da Syngenta.

“O controle da broca e do bicho mineiro é um grande desafio enfrentado pelos cafeicultores e tem forte impacto na produtividade e na qualidade do café. Devido à sua formulação, a tecnologia de Voliam Targo permite o manejo das três principais pragas da cultura, protegendo não apenas as folhas, mas também os frutos do café", afirma Fernando Zinsly, gerente de inseticidas da Syngenta. “O café é uma cultura estratégica para a Syngenta, que se dedica a trabalhar em todas as suas fases. A chegada do Voliam Targo torna o nosso portfólio ainda mais completo, oferecendo ao cafeicultor mais conveniência e performance na gestão da lavoura", enfatiza André Savino, Head de Marketing da Syngenta.

Disponível para o agricultor a partir de fevereiro de 2016, Voliam Targo também obteve registro e será de extrema importância para as culturas da soja - no controle das espécies spodoptera e falsa medideira - e também para as de citrus, tomate, melão, batata e uva. “Amplamente testado não apenas pela Syngenta, mas por pesquisadores da cadeia cafeeira, o produto teve sua alta performance para o controle das principais pragas da cultura comprovada", complementa Fernando Zinsly.

ver mais notícias