NOTÍCIAS

Zoneamento para soja e milho beneficia 15 municípios de Roraima

Foto: Grupo Cultivar

O Ministério da (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) aprovou o primeiro zoneamento de risco climático para o cultivo da soja e do milho em Roraima. A medida abrange 15 municípios do estado e foi publicada nesta sexta-feira (26) no Diário Oficial da União.

O zoneamento, realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), compreende os municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caracaraí, Caroebe, Iracema, Mucajaí, Normandia, Pacaraima, Rorainópolis, São João da Baliza, São Luiz, Uiramutã.

Segundo o coordenador-geral de Zoneamento Agrícola do Mapa, Hugo Rodrigues, os zoneamentos agrícolas de soja e milho foram feitos respeitando as áreas sem florestas, áreas de cerrado e desmatamento até 2008. Com base no Projeto Prodes – monitoramento por satélite do desmatamento na Amazônia Legal –, a Embrapa verificou as áreas passíveis de plantio, para evitar a indicação em áreas florestais e seguir as normas do Código Florestal brasileiro.


A medida permite que, caso haja perdas na lavoura, o produtor tenha acesso ao seguro agrícola e ao Proagro (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária).

Com os estudos dos municípios aptos ao plantio dos grãos e a melhor época de semeadura, a ministra Kátia Abreu destacou, durante reunião com o senador Romero Jucá (PMDB-RR), na última quarta-feira (24), que os produtores de Roraima serão capazes de planejar suas safras. Além disso, poderão negociar taxas de juros menores ao contratar crédito e seguro rural.

O zoneamento busca reduzir os riscos relacionados aos fenômenos climáticos e permite a cada município identificar a melhor época de plantio das culturas, nos diferentes tipos de solo e ciclos de cultivares.

De acordo com dados da Companhia Brasileira de Abastecimento (Conab), Roraima produziu 64 mil toneladas de soja na safra 2014/2015. O plantio da leguminosa se estendeu em 23,8 mil hectares.

No ciclo 2014/2015, o estado colheu 15,4 mil toneladas de milho, em 6,2 mil hectares.


ver mais notícias