BRS Jaçanã: nova cultivar de arroz irrigado para Roraima

As tecnologias geradas/adaptadas nos últimos 20 anos contribuíram para que a produtividade média do arroz irrigado em Roraima passasse de 3.300Kg/ha (1985/86) para 6.250 Kg/ha (2005/06), representando um incremento significativo de 89,39%, o que permitiu ao Estado deixar de ser importador de arroz e se tornar exportador para outros estados da região Norte, principalmente, Manaus no Amazonas.

A área cultivada atual gira em torno de 10.000 a 20.000 hectares, cuja produção abastece o mercado local (20 a 30%) e permite excedentes exportáveis. As cultivares utilizadas são as BR IRGA 409, IRGA 417, BRS Taim, Roraima e em menor escala a BRS Jaburu, no entanto, as mais cultivadas são as BR IRGA 409 e a IRGA 417, que embora apresentem excelente qualidade de grãos, são suscetíveis à doenças, principalmente brusone, impondo o uso de fungicidas para o controle, o que onera o custo de produção e predispõe a maior impacto ambiental. A BR IRGA 409 também apresenta suscetibilidade ao acamamento, causando perdas na produtividade e na qualidade dos grãos. Mesmo assim, ainda são as mais preferidas pelos produtores devido a qualidade dos grãos obtida para comercialização.

Assim, cabe a pesquisa desenvolver novas cultivares que associem produtividade, qualidade de grãos e resistência a doenças, de modo a atender as demandas dos sistemas de produção de arroz irrigado em Roraima.

Neste sentido, está sendo lançada uma nova cultivar para o Estado de Roraima, registrada com a denominação de BRS Jaçanã.

A BRS Jaçanã corresponde à linhagem CNA 8859, resultante do cruzamento CNAx 4167/ BR IRGA 409, e foi avaliada em Roraima no período de 2002/03 a 2004/05. Apresenta porte baixo, média de 85 cm, ciclo semelhante à cultivar BR IRGA 409, (floração média de 70 dias), resistência ao acamamento, boa capacidade produtiva, média de 6.607 Kg/ha, em três anos de avaliação (Tabela 1), além de apresentar grãos de boa qualidade comercial e resistência à brusone. Embora tenha apresentado produtividade em grãos semelhante às cultivares testemunhas (IRGA 417, BRS Taim e BR IRGA 409) em Roraima, nas avaliações realizadas considerando outros estados do país (GO, TO, RR, RJ, PA) apresentou produtividade média superior em 8% à obtida pela cultivar IRGA 417, a mais cultivada em Roraima. (Tabela 1)

* Confira este artigo, com fotos, em formato PDF. Basta clicar no link no final da página.

A BRS Jaçanã é recomendada para condição de irrigação controlada. Para plantio à lanço deve ser usada à densidade de 150 kg/ha de sementes e para o semeio em linhas usar o espaçamento variando de 20 a 30 cm com densidade de 100 sementes por metro.Na Tabela 2 são apresentadas as características morfológicas, agronômicas e fenológicas da BRS Jaçanã.

Antonio Carlos Centeno Cordeiro e Roberto Dantas de Medeiros
Eng. Agr.Dr.Pesquisador da Embrapa Roraima. Caixa Postal, 133. E-mail:acarlos@cpafrr.embrapa.br

* Confira este artigo, com fotos, em formato PDF. Basta clicar no link abaixo:

/arquivos/cultivar-arroz.pdf

ver mais artigos
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura