Como o equilíbrio nutricional pode favorecer bons resultados na cultura da cebola

A importância do equilíbrio nutricional para a produtividade e qualidade de bulbos de cebola.

O cultivo da cebola, nos últimos anos, tem se ampliado em diferentes regiões do Brasil, seja pelo aumento do consumo e sua importância na produção nacional, como também devido à evolução de materiais genéticos e tecnologia de plantio desta cultura. Neste contexto, no sistema produtivo, busca-se aumentar cada vez mais o nível tecnológico dos cultivos de forma sustentável, com o objetivo de manter os maiores níveis produtivos e de qualidade final dos bulbos, para atender a um mercado consumidor crescente e exigente.

Para que seja possível aumentar o potencial produtivo, é preciso atender às exigências de cada material genético, seja em temperatura, luminosidade, água e nutrientes, em quantidades e proporções relacionadas a cada etapa de desenvolvimento, desde a germinação até a colheita. Para cada região de cultivo no Brasil, utilizam-se práticas que proporcionam as melhores condições para o desenvolvimento das plantas. Entre essas práticas destacam-se uma adequada irrigação, densidade populacional das plantas de cebola, o controle fitossanitário e de plantas daninhas, assim como o preparo físico do solo e a sua adequada correção da fertilidade e, por fim, o fornecimento de quantidades e balanços nutricionais específicos de acordo com cada fase fenológica da cultura e o potencial produtivo da cultivar escolhida.

Para a nutrição das plantas, os elementos minerais considerados essenciais são aqueles que participam de alguma função estrutural ou fisiológica da planta, sendo que sem estes elementos, a planta tem seu desenvolvimento e produtividade comprometidos. Para os macronutrientes, o nitrogênio, por exemplo, proporciona um crescimento mais vigoroso, com adequado desenvolvimento vegetativo e que impulsiona a produtividade; o fósforo, por sua vez, proporciona o desenvolvimento radicular e a longevidade das plantas; já o potássio, o magnésio e o enxofre intensificam a fotossíntese e o transporte de fotoassimilados, favorecendo um melhor enchimento e maturação de bulbos de cebola. Já o cálcio e o micronutriente boro participam diretamente da formação e crescimento das estruturas dos tecidos vegetais, como a parede celular. O boro participa ainda da firmeza da casca dos bulbos e contribui no transporte de carboidratos. Os demais micronutrientes como cobre, manganês, zinco e ferro participam de vários processos metabólicos, seja nos primários, como na fotossíntese e respiração, como também no metabolismo secundário, que está relacionado aos mecanismos de defesa natural das plantas contra os fatores estressantes ambientais. E, pensando na ação da enzima nitrato redutase, que atua no processo de produção de aminoácidos, o molibdênio é fundamental.

A correta nutrição é aspecto fundamental para que se obtenha sucesso no cultivo da cebola
A correta nutrição é aspecto fundamental para que se obtenha sucesso no cultivo da cebola

Por isso é essencial manter os níveis nutricionais adequados para o desenvolvimento normal do cultivo, uma vez que em condições de deficiência ou desequilíbrio destes, nas respectivas fases de desenvolvimento das plantas de cebola, tanto a produtividade como a qualidade final dos bulbos poderão ser comprometidas.

Desta forma é preciso estar atento a fatores como a correção da acidez do solo com a elevação da saturação por bases para que alcance cerca de 80%, assim como o emprego de adubos de plantio e de cobertura, que sejam eficientes em liberação e fornecimento dos nutrientes de maneira adequada a cada fase do cultivo. Além disso, é necessário o emprego de nutrientes via foliar para auxiliar na formação adequada dos novos tecidos vegetativos e na importante manutenção das atividades fisiológicas das plantas, como a fotossíntese e a respiração.

Para proporcionar maior eficiência da absorção foliar e oferecer em quantidades específicas e equilibradas os nutrientes em cada fase fenológica do cultivo, atualmente, na agricultura, há soluções à base de aminoácidos e extratos vegetais, que, combinados com os elementos nutricionais citados anteriormente, proporcionam incremento na eficiência da absorção dos nutrientes, atendendo melhor às exigências do cultivo e alcançando maiores índices de qualidade e produtividade das plantas de cebola. Além disso, estes aminoácidos e extratos vegetais influenciam na redução do efeito negativo de estresses fisiológicos nas plantas e favorecerem um melhor fluxo de seiva da planta, proporcionando ainda um desenvolvimento mais equilibrado, seja das raízes, como das folhas e dos bulbos de cebola.

Seja qual for a cultivar de cebola, o tipo de solo e as condições climáticas, é necessário sempre ser eficiente no manejo nutricional das plantas, para que consigam completar o seu ciclo produtivo dentro do tempo adequado, para um maior acúmulo de assimilados, permitindo assim uma melhor expressão de seu potencial produtivo de bulbos e maior rentabilidade final.


Marcos Revoredo, Alltech Crop Science, Unesp Jaboticabal

ver mais artigos
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura