Como um trator com reversor beneficia a produção

Juliano Roque Origuela, Especialista de Marketing Tático da AGCO América do Sul.

Quando falamos na modernização do campo inevitavelmente nos referimos a meios e soluções que visam otimizar e agilizar a operação, tornando-a mais sustentável e aumentando, consequentemente, a rentabilidade do negócio. Os tratores com reversor são exemplos de máquinas mais sofisticados, alinhadas com esse propósito e, cada vez mais, os operadores estão enxergando os benefícios desse tipo de mecanismo, que garante agilidade nas manobras e contribui para o aumento na eficiência da produção, se comparado ao trabalho realizado pelos tratores comuns (sem a tecnologia).

Mas, afinal, que tipo de dispositivo é esse? Existem essencialmente dois tipos de reversores: o mecânico e o eletro-hidráulico. Ambos têm o mesmo princípio que é mudar o sentido do trator por meio de uma simples alavanca, localizada geralmente na parte de trás do volante por razão ergonômica e permitem agilizar a manobra, economizando combustível no trabalho que estiver fazendo, além da possibilidade de um número maior de marchas frente-ré, o que também aumenta o rendimento operacional.

O reversor mecânico, presente em alguns tratores da Valtra abaixo de 135 cv, apresenta um simples deslocamento da alavanca para frente e para trás, dependendo do sentido que se almeja seguir. Em um trator sem reversor, o operador necessita realizar maior número de movimentos para reverter o sentido de deslocamento da máquina e, em alguns casos, realizar trocas em mais de uma alavanca, demandando mais tempo e causando mais fadiga operacional ao longo do dia de trabalho.

Já o reversor eletro-hidráulico está presente em tratores Valtra a partir de 79 cv. Em vez da embreagem de discos do reversor mecânico, as máquinas contam com o pacote eletro-hidráulico, sistema menos suscetível a falhas operacionais que, além de trazer mais comodidade e agilidade ao operador, não precisa usar o pedal da embreagem e consegue fazer a mudança frente-ré simplesmente acionando a alavanca.

Dito isso, vamos a alguns exemplos práticos de demonstração. Os tratores da série A4S, de 79 a 99 cv da Valtra, como, por exemplo, o modelo A94S de 99 cv, se destacam por conterem três fatores que permitem aos equipamentos trabalharem com 5% a mais de eficiência: o menor raio de giro da categoria, capaz de reduzir o número de manobras; o reversor Power Shuttle, para realizar as trocas de direções sem o acionamento do pedal da embreagem; e a possibilidade de ajustar a sensibilidade da reversão frente-ré para mais rápida ou mais suave, de acordo com o perfil e necessidade do operador. Esses são modelos mais versáteis, que conseguem absorver qualquer tipo de adversidade de condição de trabalho.

Já o A114, da série A4, por exemplo, oferece um índice até maior de eficiência, de 10%, na média, permitindo ao operador um trabalho ainda mais otimizado. Ele também conta com ajuste de sensibilidade do reversor frente-ré, que possibilita ao operador optar por manobras mais rápidas em uma situação de plantio ou aumentar a sensibilidade reduzindo a velocidade da reversão e tornando-a mais suave para trabalhos de carregamento ou abastecimento de uma carreta distribuidora, por exemplo, evitando qualquer queda de produto (esterco, calcário) e reduzindo o risco de acidentes quando o trabalho estiver sendo realizado próximo a outra máquina.

Apesar dos desafios dos últimos anos, o setor do agronegócio, único a apresentar crescimento no PIB brasileiro em 2020 (de 2%), vem se aprimorando e se tornando cada vez mais importante para a economia brasileira. O mercado dentro do setor segue este fluxo, trabalhando a todo o valor para disponibilizar uma gama de soluções tecnológicas e inovadoras que tornem o trabalho dos agricultores mais rentável e sustentável, ao mesmo tempo. E foi a partir dessa lógica que os tratores com reversor da Valtra passam a agregar valor aos negócios e vantagens para o agricultor que quer se manter atualizado e executar operações com a melhor performance possível.


 Juliano Roque Origuela, Especialista de Marketing Tático da AGCO América do Sul

ver mais artigos
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura