Efeito da nutrição no manejo da lagarta falsa-medideira

Fertilizante foliar associado a inseticida convencional favorece o controle de pragas como a lagarta falsa-medideira, além de incrementar a produtividade em áreas de soja.

A utilização de Fulltec S Max, associado a inseticida convencional, aumentou o controle da lagarta falsa-medideira em 27,8% e incrementou a produtividade em 6,8 sacas por hectare, em relação ao tratamento padrão. O manejo de insetos-praga é um recurso importante para a manutenção de altas produtividades na cultura da soja. As lagartas, conhecidas popularmente como falsas-medideiras (Chrysodeixis includens), são as que apresentam maior potencial para causar danos à cultura, em razão da voracidade no consumo foliar e do comportamento, uma vez que essas lagartas ficam, normalmente, alojadas na parte de baixo e mediana da planta, o que dificulta o seu controle. Nesse contexto, a associação de inseticida com Fulltec S Max é uma excelente ferramenta para melhorar o manejo.

Fulltec S Max apresenta dois mecanismos de ação: desalojante e fumigante. Esses efeitos resultam em maior movimentação da praga e, consequentemente, maior contato e ingestão do inseticida. Fulltec S Max significa nutrição, maior defesa natural das plantas e melhor qualidade da aplicação. Formulação muito estável e solúvel, de alta tecnologia e biodegradável, que atua nos processos fisiológicos das plantas, com reflexos positivos na produtividade. Fulltec S Max desempenha funções essenciais no desenvolvimento das plantas, como a formação dos aminoácidos cisteína, cistina e metionina, estando, desta forma, presente em todas as proteínas vegetais. Além disso, fornece elementos que fazem parte da composição de coenzimas e vitaminas essenciais para o metabolismo energético e síntese de compostos orgânicos. A utilização de cultivares de alto potencial genético, associada ao desenvolvimento sustentável, exige produtos inovadores e disruptivos, como o Fulltec S Max.

Objetivo

Avaliar o efeito de Fulltec S Max e outros produtos similares, associados a inseticida isolado, no manejo da lagarta falsa-medideira (Chrysodeixis includens) e na produtividade da cultura da soja.

Materiais e métodos

O experimento foi conduzido na estação experimental da cooperativa Cocamar, no município de Floresta, Paraná. No ensaio foi utilizada a cultivar de soja M6410 IPRO. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições. Os tratamentos utilizados foram (L p.c. /ha): testemunha, Cloralntraniliprole 200g/L i.a. (0,04) ou padrão, Cloralntraniliprole + Óleo Mineral Assist (0,04 + 0,5% v/v), Cloralntraniliprole + Fulltec S Max (0,04 + 0,3) e Cloralntraniliprole + Fertilizante com S 16% (0,04 + 1,0). Foram realizadas avaliações prévias e aos cinco dias e dez dias após a aplicação (DAA), contando o número de lagartas em dez plantas ao acaso, na área útil de cada parcela com utilização de pano de batida. As variáveis analisadas foram número de lagartas, eficácia de controle, massa de mil grãos e produtividade. Para avaliação da praga se considerou a média das duas épocas avaliadas. Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey (p < 0,05), com uso do software SASM Agri (Canteri et al., 2001).

Resultados

Fulltec S Max apresentou alto sinergismo com o inseticida utilizado, aumentando a eficácia no manejo da falsa-medideira. O número médio da praga aos cinco e dez DAA (Figura 1) na testemunha era de 39,8 lagartas (0% de controle), para Cloralntraniliprole isolado 15,3 lagartas (61,6% de controle), Cloralntraniliprole + Óleo Mineral com 10,6 lagartas (73,3% de controle), Cloralntraniliprole + Fertilizante com S com 9,3 lagartas (76,6%) e para Cloralntraniliprole + Fulltec S Max 4,2 lagartas (89,4% de controle). O aumento na eficácia de controle pelo Fulltec S Max foi de extrema importância para a manutenção do potencial produtivo da cultura. Nesse contexto, com relação aos componentes de rendimento (Figura 2), para massa de mil grãos, os valores foram de 123,2 gramas para testemunha, 133,5 gramas para Cloralntraniliprole isolado, 135,7 gramas para Cloralntraniliprole + Óleo Mineral, 136,2 gramas para Cloralntraniliprole + Fertilizante com S e 138,4 gramas para Cloralntraniliprole + Fulltes S Max. Para produtividade (hectare), o resultado para a testemunha foi de 51,4 sacas, Cloralntraniliprole isolado 62,5 sacas, Cloralntraniliprole + Óleo Mineral 63,3 sacas, Cloralntraniliprole + Fertilizante com S 64,2 sacas e Cloralntraniliprole + Fulltec S Max com 69,3 sacas.

Figura 1 - Eficácia de Fulltec S Max no controle e no número de lagartas de falsa-medideira em soja
Figura 1 - Eficácia de Fulltec S Max no controle e no número de lagartas de falsa-medideira em soja
Figura 2 - Eficácia de Fulltec S Max sobre a massa de mil grãos e a produtividade da soja
Figura 2 - Eficácia de Fulltec S Max sobre a massa de mil grãos e a produtividade da soja

Conclusão

O Fulltec S Max, além de nutrir as plantas para a máxima expressão de seu potencial produtivo, mostrou-se uma alternativa promissora no manejo da lagarta falsa-medideira da soja, apresentando alto sinergismo quando associado a inseticida convencional.


Fagliari, J.R., Gouvea, S.V., Souza, E., Departamento Técnico Spraytec Fertilizantes

ver mais artigos
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura