Nutrição essencial para a proteção de sua lavoura

Uso de Cubo IR associado a fungicidas convencionais em trigo reduziu a severidade de Bacteriose em 94,8%, de Mancha Amarela em 66,7% e incrementou a produtividade em 16,6 sacas por hectare, em relação ao tratamento padrão. Além disso, aumentou a massa de grãos e o peso hectolitro, proporcionando um grão de melhor qualidade.

No Brasil, a cultura do trigo (Triticum aestivum) ocupa uma área de 2,5 milhões de hectares para uma produção de 7,6 milhões de toneladas. Um dos grandes obstáculos à alta produtividade da cultura é a ocorrência de elevado número de doenças fúngicas e bacterianas, com perdas médias estimadas em 44,6%, o equivalente a 1.152kg (19,2 sacas de 60kg) de trigo por hectare. As dificuldades para o manejo dessas doenças são grandes, pois todos os métodos de controle apresentam limitações, e a cada safra observam-se perdas na eficácia dos defensivos químicos utilizados. Desta forma, nos últimos anos tem crescido o interesse por métodos alternativos de manejo. Nesse contexto, a Spraytec desenvolveu o Cubo IR, que significa nutrição, maior defesa natural das plantas e melhor qualidade da aplicação. Produto de alta tecnologia e biodegradável que atua na fertilização de flores, na formação e peso de grãos e no transporte de carboidratos, com reflexos positivos na produtividade. Outra característica diferencial do produto está relacionada ao aumento da resistência das plantas a fatores bióticos. Em resposta à aplicação de Cubo IR, os mecanismos de defesa são ativados, induzindo a planta a sintetizar altas concentrações de metabólicos secundários, que atuam como barreiras físicas e químicas, dificultando a entrada e o desenvolvimento de patógenos. A utilização de cultivares de alto potencial genético associado ao desenvolvimento sustentável exige produtos inovadores como o Cubo IR.

Objetivo

Avaliar a eficácia do complexo nutricional bioativador Cubo IR em associação com fungicidas convencionais no manejo de doenças e produtividade do trigo.

Material e métodos

O experimento foi conduzido na estação experimental da Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária (Fapa), localizada no distrito de Entre-Rios, Colônia Vitória, município de Guarapuava, Paraná. No ensaio foi utilizada a cultivar de trigo ORS 25. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram em Testemunha (sem aplicação), Padrão Fapa (quatro aplicações de fungicidas com doses comerciais) e Padrão Fapa + Spraytec (quatro aplicações de fungicidas associados ao Cubo IR 0,30L/ha). As aplicações foram realizadas nos estádios de perfilhamento, alongamento, emborrachamento e espigamento, respectivamente. O volume de calda utilizado foi de 200L/ha. Foram realizadas avaliações de eficácia no controle de Bacteriose (Pseudomonas seryngae) e Mancha Amarela (Drechslera tritici-repentis) e o rendimento da cultura. Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey (p < 0,05), através do software SASM Agri (Canteri et al., 2001).

Resultados

Cubo IR demonstrou alto sinergismo junto aos fungicidas, aumentando a eficácia de controle das doenças do trigo. A associação de Cubo IR aos fungicidas reduziu a severidade em 94,8% para Bacteriose e 66,7% para Mancha Amarela em relação ao tratamento padrão (Figura 1). O aumento na eficácia de controle das doenças é de extrema importância para que não haja perda do potencial produtivo da cultura. Nesse contexto, com relação à produtividade, a colheita na testemunha foi de 38,7, no padrão de 76,8 e no padrão mais Cubo IR de 93,4 sacas por hectare. A associação de Cubo IR aos fungicidas promoveu um incremento médio de produtividade de 16,6 sacas por hectare em relação ao tratamento padrão (Figura 2). Como a maioria dos fungicidas químicos apresenta limitações no controle, a associação deles com Cubo IR demonstrou ser uma ferramenta eficaz para garantir melhor manejo das doenças e, consequentemente, promover maior produtividade da cultura e melhor qualidade do trigo.

Figura 1 - Eficácia de Cubo IR no manejo de Bacteriose e Mancha Amarela
Figura 1 - Eficácia de Cubo IR no manejo de Bacteriose e Mancha Amarela
Figura 2 - Efeito de Cubo IR na produtividade do trigo
Figura 2 - Efeito de Cubo IR na produtividade do trigo

Conclusão

O Cubo IR, além de nutrir as plantas visando a máxima expressão de seu potencial produtivo, é uma alternativa promissora no manejo das doenças do trigo por induzir os mecanismos naturais de defesa das plantas, apresentando alto sinergismo com os fungicidas convencionais.


Heraldo R. Feksa e Berthold Duhatschek, Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária (Fapa)

ver mais artigos
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura