Produtores de mudas de cana-de-açúcar alcançam altas produtividades e economia com irrigação por gotejamento

Wenderson Araujo/CNA

No Brasil há 9 milhões de hectares plantados com cana de açúcar. Aproximadamente 15% desse total é renovado a cada ano. Isso proporciona uma área de plantio de mais de 1 milhão de hectares. O custo de cultivo varia de R$ 5.000,00 a R$ 9.000,00 por hectare, sendo que do total desse custo mais de 50% representam gastos com mudas.

Visando reduzir os custos, muitas unidades produtoras em várias regiões do país tomaram a decisão de investir em viveiros particulares. Normalmente as mudas plantadas são produzidas em um período de 10 meses, sendo possível produzir apenas 1 vez em um ciclo de 14 meses. Além disso, em média, são produzidas 6-8 gemas por perfilho de cana.

Nesse sentido, alguns produtores vêm utilizando a irrigação localizada por gotejamento para maximizar esse processo e obter várias vantagens. Como é o exemplo de uma unidade produtora na região de Ribeirão Preto (SP). Como resultados positivos conseguiram reduzir o tempo de produção de mudas para 6 meses, desta maneira é possível colher mudas 2 vezes no ciclo de 14 meses, produzindo o dobro do que se produzia antes. Além disso, através do incremento de produtividade proporcionado pela irrigação passaram a produzir 10 gemas por perfilho. A irrigação por gotejamento gerou uma grande economia nos custos de produção e eles vão ter muito mais mudas próprias por unidade de área sem a necessidade de adquirir externamente ou utilizar canaviais comerciais (colmos para indústria) como muda.

A tecnologia também pode ser utilizada para pequenos produtores e fornecedores de cana de açúcar, por exemplo, caso optem, podem vender no mercado as mudas que possuem com valor de 1,5 vezes superior ao da cana de açúcar que vai para a indústria.  

E assim, podemos fazer cálculos bem superficiais, por exemplo. Se um produtor com 10 hectares fornece cana de açúcar para indústria e colher 1 vez por ciclo de 14 meses e o valor é R$ 100,00 por tonelada. Ele receberá no final do ciclo R$ 1.000,00 por tonelada produzida (R$ 100,00 x 10 ha). Caso opte por vender como muda, ele pode colher 2 vezes no ciclo de 14 meses, recebendo R$ 3.000,00 por tonelada produzida no final do ciclo ((R$ 150,00 + R$ 150,00) x 10 ha), ou seja, 300% a mais.

Desta maneira, podemos concluir que o uso do sistema de irrigação por gotejamento é muito viável na produção de mudas, tanto para a Usina como para o pequeno ou grande fornecedor, levando ao aumento nos lucros e redução nos custos de plantio.

ver mais artigos
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura