Trator para o trabalho em parreirais da Serra

O trabalho em parreirais implantados em terrenos acidentados, como os da Serra Gaúcha, exige tratores estáveis, capazes de trabalhar em condições com poucos espaços para manobra versáteis para aplicações de diferentes tipos.

Com DNA inovador e focado em tecnologias bem aplicadas, os tratores de pequeno porte da LS Tractor se destacam no cultivo de hortifrúti na Serra gaúcha, trabalhando em operações que exigem agilidade nas manobras, estabilidade nos terrenos acidentados, versatilidade no deslocamento e conforto ao operador.

O sistema de produção da uva para suco e vinho na região Sul é bem característico e singular. O sistema de condução na forma latada, em que se forma uma camada de plantas na horizontal a uma determinada altura do solo, exige tratores baixos e estreitos para manobrar em espaço reduzido e, ao mesmo tempo, potentes, para trabalhar com turboatomizadores. Também exige que o trator seja estável, para trabalhar com grandes pendentes, e que tenha um adequado vão livre, para livrar de choques contra pedras e ondulações do terreno. Com todas estas exigências não são todos os pequenos tratores que se adaptam a esta cultura.

Para acompanhar o trabalho dos tratores LS na uva, fomos até a Comunidade de Travessão Porto, município de Caxias do Sul, onde encontramos dois produtores da região, os senhores Rogério Borth e Sergio Dall Alba. Também esteve sempre por perto o menino Mateus, filho do Rogério. Os dois cunhados, que sempre mantiveram esta parceria nos últimos 20 anos, manejam quatro hectares em terra própria e mais dez hectares em parceria com outra família. 

Quando clientes de outra marca fizeram a aquisição de um trator com características inovadoras, recomendado para a cultura, e tiveram uma séria decepção. Em pouco mais de dois anos foram tantos os incômodos e as manutenções inesperadas, até a decisão de comprar um novo trator, quando eles se interessaram pela positiva experiência de um vizinho, cliente LS, que possui um modelo G40. Então, através do Programa Mais Alimentos, no ano de 2017, adquiriram um trator LS R60 que atualmente está com 1.318 horas e, de lá para cá, sedimentaram o gosto pela marca e em outubro do ano passado fizeram a aquisição de outro trator, modelo R50, que está com apenas 191 horas. 

Videiras com sistema de condução latada exigem tratores baixos
Videiras com sistema de condução latada exigem tratores baixos

O sistema de produção da videira na propriedade é feito em um terreno característico da região, bem ondulado e com fortes pendentes. Instalam-se fileiras de plantas espaçadas a 2,5 metros, com plantas a cada 1,5m na fileira. Por isto é necessário que o trator tenha largura máxima ao redor de 1,50m. O LS consegue chegar a uma largura mínima de 1,32m, o que eles consideram uma primeira vantagem.

As plantas são conduzidas para um aramado horizontal que está entre 1,80m e 2m do solo e os ramos são podados e amarrados de maneira a espalharem suas folhas na horizontal, com os cachos ficando pendentes quando maduros. No local, a variedade principal é a Bordô, adequada para vinho de mesa e principalmente suco. A mecanização é intensa com a aplicação dos diversos defensivos de proteção contra insetos e doenças e práticas mecânicas. Também se usam mecanização para distribuir fertilizantes e roçadeiras para limpeza da vegetação que se desenvolve no solo. A colheita é toda de forma manual e transportada em caminhão, a granel. A carroceria do caminhão é revestida com uma lona plástica atóxica e o descarregamento na recepção da indústria é feito com um equipamento tombador. Já não se usam neste sistema as tradicionais caixas plásticas, que ainda são utilizadas em outras culturas e sistemas. A próxima atividade na propriedade é a poda, que se inicia no próximo dia 15 de julho.

A estabilidade do trator faz diferença quando o local de trabalho é íngreme
A estabilidade do trator faz diferença quando o local de trabalho é íngreme.

Para demonstrar a atividade do trator LS R50 fomos até duas das áreas próprias da família para trabalhar com um turboatomizador modelo bravo 400, da Vêneto Máquinas Agrícolas. Ficamos impressionados com as difíceis condições para manobrar em tão pequeno espaço e com tanta declividade, que exigem habilidade do operador. Sergio nos contou que durante a safra fizeram medições de consumo de combustível, e trabalhando com o modelo U60 chegaram a conseguir níveis de 1,9 a dois litros por hora na atividade de pulverização.

Conversando com os dois produtores, a impressão que tivemos é de muita satisfação com a escolha de marca, feita há três anos. Segundo Rogério, a sua opinião é de que o trator LS é completo, sendo talvez o único que reúne tantos recursos na categoria e faixa de potência. Os demais concorrentes são bem mais simples e têm menos recursos para adaptação ao trabalho que eles executam. Ele mencionou também o peso adequado, que faz com que o trator seja estável mesmo nas árduas condições da propriedade. Após este tempo trabalhando com os dois tratores, o produtor Sergio, concluiu que o ponto alto dos dois modelos é, sem dúvida, o reversor, mas também para ele o maior número de marchas e os freios ajudam a variar as condições de trabalho e adaptar-se à região de montanha. Ele concorda com seu cunhado, de que nenhum concorrente tem o que oferece o LS. Como opcional de destaque, eles mencionaram o sistema de proteção eletrônica do motor, instalado no R60.

Rogério e Sergio utilizam dois modelos na produção de uva
Rogério e Sergio utilizam dois modelos na produção de uva.

Para eles, a mecanização é a única forma de manutenção da produção nas pequenas propriedades e a retenção das pessoas no campo. Na região é muito pequena a renovação nas famílias produtoras. Os jovens já não querem o árduo trabalho dos pais, carentes de conforto e segurança. São várias famílias da região que abandonaram a atividade, migrando para a cidade.  Em função das medidas de segurança e o distanciamento recomendado, não houve a tradicional foto da equipe da Cultivar com os produtores, que sempre fizemos ao final dos testes.

Trator LS R50 em parreirais

Este foi um dos dois tratores que encontramos trabalhando na videira. O LS modelo R50 utiliza um motor marca LS, modelo Tier III – S4QL, de quatro cilindros, com 2.505cm3 e aspiração natural, que desenvolve 44cv de potência na rotação nominal de 2.600rpm pela norma ISO TR 14396. A transmissão é sincronizada Synchro Shuttle de 32 marchas à frente e 16 à ré, com super-redutor (creeper) e reversor mecânico.

A Tomada de Potência (TDP), com potência de 44cv, é independente, com acionamento eletro-hidráulico em três rotações, 540/750/1.000rpm. A rotação de 750rpm pode ser utilizada como TDP econômica. O eixo dianteiro é motriz, com acionamento mecânico.  

O sistema hidráulico tem vazão total de 47 litros por minuto, com engate de categoria II no sistema de três pontos. A pressão máxima é de 200kgf/cm2 e a capacidade de levante na rótula é de 1.800kgf. São duas as válvulas de controle (VCR) na versão standard e três como opcional com vazão máxima de 31 litros/minuto. 

O modelo R60 que encontramos trabalhando na cultura da videira não mais se encontra no portfólio de produtos da LS, pois foi substituído pelo modelo R65. O trator LS modelo R60 utiliza um motor próprio da marca, com quatro cilindros, volume total de 2.505cm3 e injeção direta, com 56cv de potência máxima a 2.600rpm. O torque máximo deste motor é de 170Nm a uma rotação de 1.500rpm.  

A transmissão sincronizada Synchro Shuttle oferece 32 marchas à frente e 16 à ré, com super-redutor (creeper) e reversor mecânico. A Tomada de Potência (TDP), com potência de 58cv, é independente com acionamento eletro-hidráulico com três velocidades, 540/750/1.000rpm, sendo a de 750rpm utilizada como TDP econômica. O eixo dianteiro é motriz com acionamento mecânico. O sistema hidráulico de três pontos é de categoria II com controle remoto independente com duas válvulas de controle remoto na versão standard.

Continue lendo: 

A versatilidade dos tratores no cultivo de hortaliças e frutas

Uso de tratores na produção de caqui, pera e ameixa

ver mais artigos
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura