É preciso diversificar

  • Página 36 |
  • Jul 2019 |
  • João Leonardo F. Pires, Eduardo Caierão e Ricardo Lima de Castro, Embrapa Trigo

Os caminhos da produção sustentável de trigo no Brasil passam pela diversificação das opções de cultivo e comercialização. Nos últimos anos, novos modelos de negócios estão sendo estabelecidos pela geração de cultivares apropriadas e por ajustes de manejo necessários para cada oportunidade. 

A realidade de produção de trigo, especialmente no Sul do Brasil, é marcada pela grande oferta de área no inverno, pela tradição no cultivo e pelo encaixe perfeito da cultura nos sistemas de produção utilizados. Por outro lado, dependendo da realidade de produção, há falta de identidade do trigo, ou seja, ocorre mistura de grãos com diferentes características - o que geralmente deprecia o produto no mercado. As causas para isso são variadas, como a falta de planejamento de comercialização ainda no preparo da lavoura, deficiência na estrutura para segregação de lotes, interação com o clima/manejo que dificulta a obtenção da qualidade descrita para a cultivar, instabilidade de política agrícola para o setor, entre outros. Entretanto, a mudança dessa realidade é possível e as bases para isso estão disponíveis, quer seja no tocante à tecnologia de produção, quanto nas políticas públicas para proteção do investimento (zoneamento agrícola de época de semeadura e seguro agrícola).

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

Edição Anterior
  • N 241

    Jun 2019

    Ferrugem asiática: Sensibilidade vigiada

Próxima Edição
  • N 243

    Ago 2019

    Teste de fogo para fungicidas

CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura